Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Suspeitos de montar falsa blitz no RN, cabo da PM e mais cinco são presos

Portal G1 RN
Um cabo da Polícia Militar e outras cinco pessoas foram presos na noite desta quarta-feira (19) suspeitos de estarem realizando uma falsa blitz e extorquindo dinheiro de moradores no distrito de Dom Marcolino, no município de Maxaranguape, litoral Norte do estado. Além dos detidos, foram apreendidos o carro da PM que o cabo estava usando, coletes e fardas policiais, cinco armas de fogo e cones que foram utilizados na fiscalização montada pelo grupo.
O cabo foi identificado como Jailson Félix de Lima, lotado da cidade de Lajes, na região Central potiguar. Ele tem 16 anos de corporação.
Segundo o delegado Natanion de Freitas, um dos titulares da Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal, a barreira foi montada por volta das 15h. “Todos estavam vestidos com roupas de policiais, extorquindo dinheiro das pessoas que eram paradas nessa falsa blitz. O grupo foi denunciado e a PM de Maxaranguape foi averiguar o que estava acontecendo. Ao verificarem que se tratava de uma fiscalização irregular, os policiais trouxeram o grupo e todo o material que estava com eles aqui para a delegacia”, relatou.
Ainda de acordo com o delegado, o cabo da PM preferiu ficar calado. “Ele invocou o direito constitucional de ficar em silêncio e só vai falar em juízo. Os seis foram autuados por extorsão e associação criminosa, e todos também irão responder por porte ilegal de arma de fogo”, acrescentou Natanion.
De acordo com o tenente-coronel Arthur Emílio, da assessoria de comunicação da Polícia Militar, o cabo ficará detido no quartel do Comando Geral da PM, no bairro Tirol, Zona Leste da capital. "Iremos instaurar uma sindicância administrativa para apurar os fatos. Caso seja comprovada a participação dele nestes crimes, ele pode até ser expulso da corporação", ressaltou o oficial.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)