Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Operação 'Milagrosa' prende suspeito de assaltos a granjas na Grande Natal

Portal G1 RN
Prisão foi feita nesta terça-feira (25) em São Gonçalo do Amarante. Um comerciante também foi detido e mais de 50 celulares apreendidos.
Policiais civis e militares de Macaíba, cidade da Grande Natal, realizaram uma operação e prenderam, logo nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (25), um jovem de 19 anos suspeito de participação em assaltos a granjas na região Metropolitana da capital potiguar. Uma pistola foi apreendida e ele também foi autuado por posse ilegal de arma de fogo. Um comerciante de 26 anos também vai responder por posse de arma de fogo. Com ele os policiais também encontraram uma pistola.
Segundo o delegado Normando Feitosa, as prisões aconteceram no distrito de Santo Antônio do Potengi, em São Gonçalo do Amarante, município que também faz parte da Grande Natal. A ação foi batizada de Operação Milagrosa, em alusão ao nome de uma das granjas alvo dos assaltantes.
"O jovem de 19 anos, preso preventivamente, chama-se Gabriel da Silva Sampaio. Contra ele havia um mandado expedido pela Justiça. Ele nega participação nos assaltos e diz que estava armado para se proteger de inimigos", contou o delegado.
“Ainda conseguimos recuperar mais de 50 aparelhos celulares, tablets e joias que pertencem às vítimas dos assaltos. Essa quadrilha vem sendo investigada faz algum tempo. Em agosto, inclusive, outros dois homens foram presos por participação nesses roubos”, revelou Normando. O delegado  acrescentou que a quadrilha é apontada como responsável por pelo menos cinco arrastões na região. “Os alvos são granjas nas cidades de Macaíba e em São Gonçalo do Amarante”, destacou.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Chuva de granizo surpreende banhistas em praia na Sibéria

G1 - Russos tiveram de abandonar praia correndo; veja imagens. Em local próximo, 2 crianças morreram atingidas por árvore. Uma forte chuva de granizo pegou de surpresa os banhistas que estavam numa praia do Rio Ob, em Novosibirsk, na Sibéria (Rússia), neste sábado (12). Como lá é verão, fazia calor e havia muitas pessoas na praia. Um vídeo mostra como subitamente o tempo fecha e a água fica agitada pelas centenas de pedras de gelo caídas do céu. Segundo o "Siberian Times", um site de notícias locais em inglês, em certo ponto do vídeo é possível ouvir uma mulher dizendo a seu companheiro: "Se morrermos, eu te amo". Segundo a agência AP, autoridades locais informaram que duas meninas, de 3 e 4 anos, morreram na cidade de Bredsk, próxima a Novosibirsk, quando uma barraca em que estavam foi atingida por uma árvore quando tentavam se abrigar da tempestade.