sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Em troca de tiros um dos homens que atirou no Cabo Gonzaga morreu

Cabo PM da reserva é morto por dupla armada em Caicó
Blog Sidney Silva
O Cabo PM, Luiz Gonzaga de Lima, de 57 anos, que residia na Rua Severo Alves, nº 90, Loteamento Baixa do Arroz em Caicó, foi morto na manhã desta sexta-feira (28), na frente de um mercadinho na Rua Chiquinho de Heronildes, no Bairro Samanaú, Zona Norte.
Ele estava fazendo segurança do local quando dois homens chegaram e atiraram três vezes contra ele. Não foi confirmado se os elementos estavam tentando assaltar o estabelecimento ou mesmo investir contra o PM. Um dos tiros atingiu a cabeça da vítima e os outros dois, a região do tórax. O Serviço Móvel de Urgência – Samu foi acionado e lá mesmo tentou reanimar a vítima por mais de 30 minutos com massagens cardíacas usando até o desfibrilador, mas, não obtiveram sucesso.
Policiais militares foram acionados e realizaram diligência nas imediações para prender os suspeitos. Um deles foi avistado em uma região de mata próxima do bairro. Ele abriu fogo contra os policiais que revidaram. O homem foi baleado e levado para o Hospital, mas, já chegou sem vida.
O corpo foi encaminhado para o necrotério do Hospital até que o ITEP faça a remoção para que seja feita a necrópsia.
Antes de puxar o gatilho, executor do Cabo Gonzaga disse: “Agora Fale!”
Na Delegacia de Polícia Civil de Caicó, o parelhense, Elieldes da Silva, de 18 anos, teria confessado que a morte do cabo PM da reserva, Luiz Gonzaga de Lima, foi encomendada por um detento que cumpre pena na Penitenciária Estadual do Seridó.
O repórter da Rádio Caicó, Cardoso Silva, apurou na Delegacia, que os homens que praticaram o crime, Felipe (que morreu em confronto com a Polícia), Elieldes e “Fabiano Ôião”, sabiam que Gonzaga não estava armada.
O preso Elieldes disse que ele e seus comparsas chegaram por trás da vítima e um deles encostou a arma em seu ouvido e disse: “AGORA FALE!” e puxou o gatilho. Quando Gonzaga caiu, ainda foi atingido duas vezes na região do tórax e abdome. Depois, o trio empreendeu fuga.
Depois do confronto com Felipe, os policiais apreenderam um revólver 32 em sua posse.
Na casa de Elieldes, foram apreendidos, celulares e capsulas de revólveres.
Preso afirma que morte do Cabo Gonzaga foi encomendada
O preso Elieldo, teria confirmado aos policiais que a morte do Cabo PM da Reserva, Luiz Gonzaga de Lima, foi encomendada por um detento de dentro do Presídio de Caicó.
O Elieldo teria dito que foram ao local, mesmo, para matar o PM. Junto com ele (Elieldo) ainda estava Felipe (que morreu em confronto com a polícia) e o homem identificado como “Fábio Ôião”. Este último fugiu e não foi encontrado.
A prisão de Elieldo se deu por causa das diligências que foram realizadas após o fato. O homem foi conduzido para sua residência. Os policiais queriam encontrar armas de fogo usadas no crime. Provavelmente, o trio estava portando pistolas e revólveres.