Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Com ajuda de cão farejador, PM acha dois corpos em manguezal no RN

Do Portal G1 RN
Cadáveres foram encontrados às margens do Rio Potengi, em Natal. Delegado suspeita que vítimas foram alvo de grupo de extermínio.
Uma ação conjunta envolvendo o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e o Batalhão de Choque da PM (BPChoque) localizou na manhã desta terça-feira (25) dois corpos em um manguezal às margens do rio Potengi, já na Zona Norte de Natal. Para chegar aos corpos, os policiais contaram com a ajuda do cão farejador D-Black, que faz parte do canil da PM. Delegado da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Frank Albuquerque acredita que os dois homens foram vítimas de um "grupo de extermínio".
“O local é muito ermo, quase ninguém chega até lá. Por isso pedimos o apoio da Polícia Militar para nos ajudar a chegar ao local e investigar uma denúncia anônima”, relatou o delegado.
Ainda segundo Frank, os dois corpos – já em avançado estado de decomposição – estavam distante cerca de 400 metros um do outro. "Este é um sinal de que as vítimas tenham sido executadas no mesmo momento", observou. “A suspeita é que eles tenham sido sequestrados e levados até o mangue para serem mortos. Possivelmente eles foram vítimas de um grupo de extermínio, mas ainda iremos investigar. Outra possibilidade é acerto de contas”, ressaltou.
Depois de encontrar os corpos, os policiais seguiram com as buscas, uma vez que também existia a suspeita da existência outros corpos na região. Carcaças de motocicletas também foram encontradas.
Os dois cadáveres foram levados para o Instituto Técnico de Perícia, no bairro da Ribeira. “Vamos esperar que parentes de pessoas desaparecidas procurem o Itep para identificar os corpos por meio de alguma tatuagem ou marca característica. Em caso de não haver identificação, uma vez que os corpos estão em estado de decomposição, serão feitos exames de DNA ou reconhecimento por meio da arcada dentária”, concluiu.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)