domingo, 16 de outubro de 2016

Brasil doará US$ 250 mil ao Haiti para compra de alimentos

Do Oleme Jornais/ Zulina Antunes
Oito dias depois de o furacão Matthew arrasar a cidade, a ajuda humanitária ainda não consegue chegar ao local. O Ministério da Defesa informou nesta quinta-feira (13) que enviará na próxima semana cerca de dez toneladas de donativos para ajudar as vítimas do furacão Matthew no Haiti. "Hoje eu testemunhei pessoalmente um ataque a um caminhão do Programa Mundial de Alimentos", disse Ban durante sua parada de um dia no Haiti, afirmando que tais incidentes prejudicam os mais necessitados.
De acordo com o cronograma da FAB, a próxima remessa deve seguir para o Haiti no voo marcado para o dia 22 ou 23 de outubro. O boeing C-767 partirá direto para Porto Príncipe, trasportará 75 barracas e material de apoio logístico doados pelo Ministério da Integração. A Missão de Paz das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH) conta com 64 militares brasileiros da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. A aeronave fará um pouso em Brasília para embarcar as doações. A passagem do furacão na ilha caribenha matou pelo menos mil pessoas e outras milhares ficaram desabrigadas. Veloso diz que compreende o desespero dos haitianos, que aguardam a chegada de alimentos, uma semana após o violento furacão que devastou especialmente a região sul do país. As tendas possuem área útil de 25 metros quadrados cada, e são de fácil manejo e montagem com piso e cobertura de PVC, além de estrutura tubular de alumínio. Dois servidores da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC) e do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD) do Ministério da Integração Nacional vão acompanhar o envio. Segundo a pasta, os donativos foram arrecadados pela Rede de Solidariedade ao Haiti.