segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Segurança é preso em flagrante por estupro no Velódromo, dentro do Parque Olímpico

Em seu perfil no Facebook, Genival, que é de São Paulo, posa para fotos com revólveres.
Segurança é preso em flagrante por estupro no Velódromo, dentro do Parque Olímpico
O segurança Genival Ferreira Mendes, que trabalha na empresa Gocil, foi preso em flagrante por estupro dentro do Velódromo, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele foi detido por volta das 4h30m deste domingo por agentes da Força Nacional e levado à 16ª DP (Barra).
Segundo o delegado Marcus Vinícius Braga, titular da 16ª DP, Genival se aproveitou do momento de descanso da vítima, uma bombeira civil, para passar a mão por baixo do uniforme. A vítima estava dormindo na ocasião.
A Gocil, segundo o site do Comitê Rio-2016, tem contrato em vigor com a organização dos Jogos para prestação de serviço de segurança em várias instalações do Parque Olímpico, como o Centro de Mídia (MPC).
O Velódromo vai receber competições de ciclismo durante a Olimpíada. O Comitê Rio-2016 afirmou, por meio de nota que "repudia qualquer violência e desrespeito". Segundo o órgão responsável pela organização dos Jogos, "o caso foi registrado em delegacia para que, se for comprovado, sejam aplicadas as devidas penas de acordo com as leis brasileiras. Ainda segundo o comitê, "todos os funcionários terceirizados são orientados a seguir o código de conduta da Rio-2016, que prega uma conduta profissional".