terça-feira, 2 de agosto de 2016

Polícia em Ação: Acusados de incendiarem veículos em São Tomé são presos

A Polícia Militar prendeu na madrugada desta terça-feira (2) cinco indivíduos no município de São Tomé, acusados de atearem fogo num trator e numa retroescavadeira que pertenciam à prefeitura da cidade. Com eles foi apreendido um revólver calibre 38, seis cápsulas deflagradas, um facão e uma touca.
A ação aconteceu por volta da meia-noite, quando os indivíduos invadiram um pátio utilizado como estacionamento da Prefeitura Municipal de São Tomé e jogaram gasolina sobre diversos veículos que estavam no local. Logo após atearem fogo, os elementos efetuaram seis disparos para cima, o que chamou a atenção de pessoas que moram próximo à área.

Alguns cidadãos que residem ao lado do pátio foram até o local para tentar conter o fogo, que chegou a destruir um trator e atingiu parcialmente uma retroescavadeira. As chamas foram contidas com a ajuda de um funcionário da Prefeitura de São Tome, que utilizou um carro-pipa que estava estacionado no pátio para apagar o fogo.
A Polícia Militar foi acionada e, após diligências realizadas pelo município, foi preso em flagrante Francisco Ribeiro da Silva Júnior, 31 anos, que após ser abordado em via pública confessou a participação no crime. De acordo com o delegado de Polícia Civil Andresso Claudius, após ser detido, Júnior – como é mais conhecido - apontou os outros quatro comparsas que também teriam participado da ação.
“Não demorou muito até que a Polícia Militar conseguisse prender os cinco envolvidos no incêndio, que estão sendo autuados e deverão responder pelos crimes de atuação em organização criminosa com emprego de arma de fogo e por provocarem incêndio a patrimônio destinado a uso público”, afirmou.

Além de Francisco Ribeiro da Silva Júnior, foram presos Humberto Anderson de Moura, 24 anos, conhecido como Bugalu; Vitório Rodrigues, 34 anos, vulgo Dibora; João Marcos da Costa, 19 anos, conhecido como Madruga; e Aldemir Xavier de Lima, 20 anos. A prisão foi realizada por policiais militares dos municípios de São Tomé, São Paulo do Potengi, Ruy Barbosa e Lagoa de Velhos. Esta foi a primeira ocorrência de crime contra o patrimônio público registrada no município de São Tomé desde a última sexta-feira, quando começaram a ser registrados os primeiros ataques a prédios e veículos públicos em 21 municípios do Rio Grande do Norte.