Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Número de ocorrências de atentado chega a 106 em 33 municípios do RN

Novo Jornal
O número de ocorrências registradas em todo o Rio Grande do Norte desde o início dos ataques, na sexta-feira (29), passou das 100, segundo informa boletim atualizado da Secretaria de Segurança. Ao todos, foram verificadas 106 ocorrências em 33 cidades, resultando na prisão, por enquanto, de 100 pessoas. Os veículos incendiados somam 32.
As forças policiais do Rio Grande do Norte continuam o trabalho ostensivo em todo o estado para reprimir atos criminosos que estão sendo registrados em resposta à instalação do bloqueador de chamadas de telefonia no Presídio de Parnamirim (PEP). Na manhã desta quinta-feira (4), a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) comunicou a detenção de mais14 pessoas suspeitas de envolvimento em atos de vandalismo no RN. Com o resultado, o número de suspeitos detidos chega a 100.
Em Natal, foram presos Taliedson Miranda de França, 21 anos; Diego William, 28; Elias Ferreira do Nascimento, 50; Daverson da Silva Maximiliano, 21; José Janieri da Costa, 38; e Gabriel Lucas Martins de Souza, 19 anos. Uma outra pessoa detida na operação ainda está sendo identificada.
A prisão foi o desfecho da Operação Eirene, uma investigação que vinha sendo conduzidapela Polícia Civil há mais de 30 dias junto com a 9ª Vara Criminal de Natal, tendo como alvosmembros de uma facção criminosa. A Polícia constatou que eles se preparavam para praticar novos atos de vandalismo na capital.
Em Mossoró, quatro elementos foram presosem flagrante, nesta madrugada, por policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM) suspeitos de terem provocado um incêndio no pátio de uma delegacia, atingindo veículos, como também pela tentativa de incêndio a uma base policial desativada. Os presos são Leonardo Bruno Pereira Lopes, Adriano de Souza Freire, Jeferson Severo Galdino e Gessé Teixeira da Silva. Todos foram autuados por organização criminosa e incêndio.
Em Caiçara do Norte, três homens foram detidos por suspeita de terem participado da tentativa de incêndio a um ônibus de uma empresa de energia eólica na cidade, na última sexta-feira (29). O trio foi autuado pelos crimes de organização criminosa e incêndio na Delegacia de São Bento do Norte.
Luiz Eduardo da Silva, 22 anos, foi pego de posse de 56 pedras de crack e a quantia de R$ 2.110,00 em dinheiro. Também foram presos Cristiano Antônio dos Santos, 27 anos, e José Ronaldo da Silva, 25. A Polícia investiga a participação de outro suspeito.
No total, foram notificadas 106 ocorrências, sendo 61 incêndios, 30 tentativas de incêndios, sete disparos contra prédios públicos e proximidades, quatro envolvendo artefatos explosivos e quatro depredações. Os veículos incendiados (ônibus e microônibus) são 32.
As ocorrências foram registradas em 33 cidades: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, João Câmara, Jardim de Piranhas, Assu, Tangará, São Gonçalo do Amarante, Touros, Maxaranguape, São Paulo do Potengi, Goianinha, Florânia, São José de Campestre, Canguaretama, Cruzeta, São Vicente, Tenente Laurentino, Jardim do Seridó, Pedro Avelino, Montanhas, Lagoa Nova, São Tomé, Pendências, São Fernando, Rio do Fogo, Itajá, Extremoz, Dix Sept Rosado e Parelhas.
Outros suspeitos, conduzidos para averiguação foram detidos em Monte Alegre, Macaíba, Parnamirim, Parelhas, Santa Cruz, Natal, Currais Novos, São Paulo do Potengi, Patu, Nova Cruz, Canguaretama, São Tomé e Goianinha. Com eles, a PM apreendeu motos roubadas, armas, cartuchos, munições, chumbo, pólvora e dezenas recipientes de combustíveis, dinheiro, explosivos e colete balísitico. Todos os detidos estão sendo apresentados à Polícia Civil que está realizando os procedimentos necessários para elucidar cada caso.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)