Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Pichação em escola depredada incita morte de policiais no RN: 'Nossa meta'

G1 RN
Escola Limírio Cardoso D'ávila, em Parnamirim, foi totalmente destruída. De acordo com a Sesed, uma pessoa foi detida e 10 serão indiciados.
'Matar os policia é a nossa meta' (sic), 'Aqui não é lugar de escola, aqui é lugar de ladrão', 'Vega vai morre' (sic). Essas são algumas das pichações encontradas dentro da Escola Municipal Limírio Cardoso D'ávila, em Parnamirim, cidade da Grande Natal. Alvo de vândalos desde a quinta-feira passada (14), a escola já foi totalmente depredada e saqueada. Livros didáticos também foram destruídos, incendiados.
De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), a apuração dos fatos ocorridos na escola está sendo feita com "urgência e rigor". Ainda de acordo com a Sesed, o Instituto Técnico Científico de Perícia (Itep) já realizou uma vistoria no local para listar os danos.
Segundo o delegado Júlio Lima, responsável pelas investigações, imagens filmadas dentro da escola durante as depredações ajudaram a polícia a identificar os suspeitos pelos crimes. Dez pessoas já foram ouvidas e outras dez serão indiciadas. Um suspeito foi detido.
"São crimes de dano qualificado contra o patrimônio público, que vai até 3 anos, de furto qualificado, que vai até 8 anos, e até mesmo de incêndio, que vai até 6 anos se for na modalidade mais básica. Então são crimes gravíssimos", disse o delegado.
Ainda nesta terça (19), parte do material furtado foi recuperado em 10 casas e terrenos na cidade. Ainda de acordo com a Sesed, grades, telhas, coberturas de pvc, portões, tubulações, um vaso sanitário, cadeiras e material de expediente foram recuperados e levados até um depósito da Prefeitura de Parnamirim.
A Secretaria de Segurança ainda orienta que as pessoas que tenham participado do ato e levado materiais da escola que devolvam os produtos a fim de evitar mais complicações com a Justiça.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)