terça-feira, 19 de julho de 2016

"Jogo do Bicho será online com a Receita Federal"

O antagonista
Para rebater as críticas de que a legalização dos jogos pode favorecer a lavagem de dinheiro, Elmar Nascimento diz que submeteu o texto do projeto da Câmara a representantes do MPF, da Polícia Federal e da Receita.
"Eles estão dispostos a emitir uma nota técnica em apoio ao projeto", diz.
Nascimento diz que copiou o modelo americano de controle de jogos.
"Até o Jogo do Bicho será online e ligado diretamente à Receita Federal. Qualquer pessoa que ganhe acima de um salário, o valor será declarado automaticamente no CPF. As máquinas caça-níquel serão periciadas pela PF - hoje são importadas sem controle da China e da Coréia - e os Cassinos terão monitoramento de vídeo."
O deputado alega que a legalização dos jogos vai retirar da informalidade, só no Jogo do Bicho, mais de 600 mil pessoas. "Hoje, é tudo clandestino. Ninguém recolhe impostos."
"Há mais de um milhão de máquinas caça-niqueis que são importadas sem nenhum controle. Novas casas de bingo abrem todos os dias em cidades, como São Paulo e Rio. Não há qualquer controle."