Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Vereador compara operação Lava Jato à cirurgia; entenda

AgoraRN - O prosseguimento das atividades em torno da operação Lava Jato foi defendido pelo vereador Joanilson de Paula Rêgo (PSDC) durante entrevista ao Agora RN nesta sexta-feira (17).
Para o parlamentar, a operação instalada no país pode ser comparada a um grande cirurgia para retirar um tumor.
“A operação Lava Jato é como se fosse uma cirurgia, daquelas para retirar um tumor que existe no organismo da nação. É necessário que ela prossiga e que podemos concluir essas investigações, vivemos em um injusto sistema político eleitoral no Brasil”, ressaltou.
Joanilson também considera que os resultados obtidos com a Lava Jato até o momento são os esperados por qualquer cientista político ou estudioso da política. “Considero altamente essencial, embora sabemos que a há generalizações que podem ser injustas”, elencou.
O membro do Partido Social Democrata Cristão (PSDC) preferiu a cautela quando questionado sobre os possíveis políticos potiguares citados no esquema da Lava Jato.
“Como o sistema funcionava qualquer político poderia receber contribuições de empresas. Resta saber se a fonte destas contribuições era legítima ou não, seria precipitado qualquer pessoa sem o reclame dos processos emitir opiniões individualizadas. Cada caso é um caso. A Justiça em última análise é que deverá responder as indagações do povo brasileiro e do povo Norte-rio-grandense”, questionou.
Sobre a saída do ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves do ministério do Turismo o vereador também preferiu a cautela em sua opinião. “Segundo pude ler na imprensa o ministro renunciou à sua pasta para defende-se na parte que lhe cabe, das acusações que possam existir nos altos contra ele.  Eu prefiro nacionalizar os comentários, não me precipitar, sou um homem da Justiça e tenho muito receios de pré-julgamentos”, finalizou.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)