quinta-feira, 23 de junho de 2016

Robinson visita Cerâmica Elizabeth e assina vinda de mais três indústrias para o Polo de Goaninha

AgoraRN - O governador Robinson Faria visitou as instalações da Cerâmica Elizabeth, primeira do Polo Industrial de Goianinha, na tarde desta quinta-feira (23). Além disso, assinou protocolos de intenções firmados entre Prefeitura Municipal de Goianinha e outras três indústrias interessadas em integrar o polo. “Enquanto a crise está fazendo as indústrias diminuírem vagas de trabalho em todo o país, nós estamos aqui gerando empregando. Isso graças ao empenho do nosso governo que é parceiro do empresariado, oferece segurança jurídica, concede benefícios fiscais, e tem visão empreendedora”, assinalou o chefe do Executivo Estadual.
A Elizabeth é originalmente paraibana – onde tem três unidades-, mas, em razão dos incentivos oferecidos pelo governo potiguar, a aposta de crescimento é feita no Rio Grande do Norte. A previsão é de que a indústria comece suas atividades ainda em julho – em fase de testes – e em agosto atinja o pleno funcionamento, com produção de 1 milhão de m² por mês de pisos e revestimentos.
“O programa RN Gás+, os benefícios do Proadi (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial) e política de desenvolvimento do estado só nos encorajam a continuar investindo no estado”, assinalou o diretor-presidente da Cerâmica Elizabeth, George Crispim. A empresa prospecta mais duas expansões. A primeira delas ainda em 2017 e a seguinte com mais um ano. Em cada ampliação, o número de empregos deve saltar. De imediato, a expectativa é criar 800 vagas de emprego, entre diretas e indiretas.
O RN Gás +, que subsidia o abastecimento de Gás Natural a indústrias, é considerado de suma importância em nível de competitividade mercadológica. O convênio de adesão ao programa foi firmado com o Governo do Estado, por meio da Companhia Potiguar de Gás (Potigás), ainda no final do ano passado.
Para garantir o abastecimento de gás natural ao polo, a Potigás está concluindo o gasoduto, obra com mais de 8km de extensão e executada com recursos próprios. A operação deve ser iniciada no dia 4 de julho. O investimento, orçado em R$ 5,2 milhões é considerado o maior realizado pela companhia nos últimos 10 anos.