segunda-feira, 6 de junho de 2016

Evangelho do Dia/Santo do Dia

6 de junho de 2016 – CNBB
1ª Leitura - 1Rs 17,1-6
Leitura do Primeiro Livro dos Reis 17,1-6
Naqueles dias:
1O profeta Elias, tesbita de Tesbi de Galaad,disse a Acab:'Pela vida do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo,não haverá nestes anos nem orvalho nem chuva,senão quando eu disser!'
2E a palavra do Senhor foi dirigida a Elias nestes termos:
3'Parte daqui e toma a direção do oriente.Vai esconder-te junto à torrente de Carit,que está defronte ao Jordão.
4Lá beberás da torrente. E eu ordenei aos corvos que te dêem alimento'.
5Elias partiu e fez como o Senhor lhe tinha ordenado, e foi morar junto à torrente de Carit,que está defronte ao Jordão.
6Os corvos traziam-lhe pão e carne,tanto de manhã como de tarde, e ele bebia da torrente.
Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 120,1-2. 3-4. 5-6. 7-8 (R. Cf. 2)
R. Do Senhor vem meu socorro, que fez o céu e fez a terra.
1Eu levanto os meus olhos para os montes:*de onde pode vir o meu socorro?
2'Do Senhor é que me vem o meu socorro,*do Senhor que fez o céu e fez a terra!'R.
3Ele não deixa tropeçarem os meus pés,*e não dorme quem te guarda e te vigia.
4Oh! não! ele não dorme nem cochila,*aquele que é o guarda de Israel!R.
5O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,*é uma sombra protetora à tua direita.
6Não vai ferir-te o sol durante o dia,*nem a lua através de toda a noite.R.
7O Senhor te guardará de todo o mal,*ele mesmo vai cuidar da tua vida!
8Deus te guarda na partida e na chegada.* Ele te guarda desde agora e para sempre!R.
Evangelho - Mt 5,1-12a
Bem-aventurados os pobres em espírito.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,1-12a
Naquele tempo:
1Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se.Os discípulos aproximaram-se,
2e Jesus começou a ensiná-los:
3'Bem-aventurados os pobres em espírito,porque deles é o Reino dos Céus.
4Bem-aventurados os aflitos,porque serão consolados.
5Bem-aventurados os mansos,porque possuirão a terra.
6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça,porque serão saciados.
7Bem-aventurados os misericordiosos,porque alcançarão misericórdia.
8Bem-aventurados os puros de coração,porque verão a Deus.
9Bem-aventurados os que promovem a paz,porque serão chamados filhos de Deus.
10Bem-aventurados os que são perseguidospor causa da justiça,porque deles é o Reino dos Céus.
11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriareme perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim.
12aAlegrai-vos e exultai,porque será grande a vossa recompensa nos céus.
Palavra da Salvação.
Reflexão - Mt 5, 1-12
A partir de hoje, a Igreja nos propõe a leitura continuada do Evangelho de São Mateus nos dias de semana do Tempo Comum, omitindo o seu início porque é apresentado no ciclo litúrgico do Natal e o seu final, que nos é proposto para a reflexão no ciclo da Páscoa, de modo que iniciamos com o sermão da montanha (capítulos 5, 6 e 7). O sermão da montanha nos mostra a moral da Nova Aliança e começa com as bem-aventuranças, apresentadas no Evangelho de hoje, e que nos mostram as motivações e as virtudes que nos são necessárias para que assumamos os valores do Reino de Deus e possamos viver de forma madura o que nos é proposto por Jesus.
SANTO DO DIA
São Norberto, sacerdote e monge
Renunciou tudo aquilo que o afastava de Deus e dos irmãos, trocando toda sua riqueza pela pobreza de um pregador penitente e itinerante
Neste dia, lembramos a vida de santidade do fundador da Ordem dos Premonstratenses, conhecidos também como os Monges Brancos. São Norberto nasceu na Alemanha, em 1080, numa família nobre e de muita influência.
Jovem simpático, elegante, dado aos esportes, à caça, à vaidade e aos jogos da época. Era considerado um homem de Igreja, porém, na vida não testemunhava o seguimento ao Cristo. Aconteceu que, certa vez, ao passear de cavalo pegou um temporal que atingiu seu animal com um forte raio, que o matou e lançou o santo no chão desacordado. Ao voltar em si, tomou consciência pela graça divina do triste estado em que andava sua alma. A partir deste fato, entrou num forte processo de conversão.
São Norberto renunciou tudo aquilo que o afastava de Deus e dos irmãos, trocando toda sua riqueza pela pobreza de um pregador penitente e itinerante. Tornou-se sacerdote e monge. Muitas vezes, foi perseguido pelas suas fervorosas pregações, mas em tudo teve a bênção do Papa, tanto assim que foi escolhido e ordenado Bispo, e em seguida Arcebispo de Magdeburgo. Morreu com 54 anos, sendo considerado o maior reformador do século XII.
São Norberto, rogai por nós!