Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Santo Antônio do Salto da Onça : MPRN recomenda melhorias nos serviços de atenção obstétrica e neonatal

A promotoria de Justiça da Comarca de Santo Antônio expediu Recomendação aos serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal existentes no município (Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal) e à Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), com cópia para conhecimento do Presidente do Conselho Municipal de Saúde, dos Conselhos Regionais de Medicina e de Enfermagem, dos Prefeitos da Comarca e do governador do Estado, com o objetivo de melhoria nos serviços de atenção obstétrica e neonatal.
O representante ministerial quer que o município promova melhorias no serviço público de saúde de modo a garantir cumprimento de Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 36/2008 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), buscando meios e recursos orçamentários disponíveis nas esferas estadual e federal, elaborando propostas para adesão à Rede Cegonha, do Ministério da Saúde.
O cumprimento da RDC nº 36/2008 da Anvisa pelos serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal visa, entre outros pontos, permitir a presença de acompanhante de escolha da mulher no acolhimento, trabalho de parto, parto e pós-parto; além de ambiência acolhedora e ações de humanização da atenção à saúde; e garantir a adoção de alojamento conjunto desde o nascimento.
A Recomendação também aponta a necessidade de se garantir na recepção à mulher um ambiente confortável para a espera; atendimento e orientação clara sobre sua condição e procedimentos a serem realizados; avaliação inicial imediata da saúde materna e fetal, para definição de atendimento prioritário.
Na assistência ao trabalho de parto, o Promotor de Justiça alerta, entre outros, para a necessidade de se garantir a privacidade da parturiente e acompanhante; de proporcionar condições para a movimentação ativa da mulher, desde que não existam impedimentos clínicos; do acesso a métodos não farmacológicos e não invasivos de alívio à dor e de estímulo à evolução fisiológica do trabalho de parto; de possibilitar que os períodos clínicos do parto sejam assistidos no mesmo ambiente; do registro dessa evolução em partograma; e de estimular que os procedimentos adotados sejam baseados na avaliação individualizada e nos protocolos institucionais.
Na assistência ao parto e pós-parto, a Recomendação alerta para a necessidade de se garantir à mulher as condições de escolha de diversas posições durante o parto, desde que não existam impedimentos clínicos; de estimular o contato, pele a pele, da mãe com o recém-nascido, favorecendo vínculo e evitando perda de calor; de possibilitar o controle de luminosidade,  temperatura e ruídos no ambiente; de estimular o aleitamento materno; de assegurar que o atendimento ao recém-nascido seja realizado no mesmo ambiente do parto, sem interferir na interação mãe e filho.
A Recomendação também alerta para a assistência ao puerpério (período pós-parto no qual a mulher se recompõe da gestação) para que se promova, entre outros, a devida orientação e participação da mulher e da família nos cuidados com o recém-nascido.
O Promotor de Justiça quer que os serviços de Atenção Obstétrica e Neonatal existentes no município mantenham em local visível de suas dependências, aviso informando sobre o direito do acompanhante.
Para a Sesap, o representante ministerial recomenda, entre outros aspectos, que promova também as melhorias necessárias no serviço público de saúde de modo a garantir o cumprimento da RDC nº 36/2008 no Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal; que promova o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) quanto à efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência, assegurando à gestante, através do Sistema Único de Saúde (SUS) o atendimento pré e perinatal, propiciando apoio alimentar à gestante, propiciando assistência psicológica, no período pré e pós-natal, como forma de prevenir ou amenizar as consequências do estado puerperal; além da promoção de campanhas de esclarecimento à população quanto à ocorrência de violência institucional no atendimento obstétrico e neonatal; além da capacitação para atualização de profissionais de saúde quanto às práticas de humanização do atendimento ao pré-parto, parto e puerpério.
Confira aqui a íntegra da Recomendação.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)