Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Quadrilha fecha cidade, faz reféns de escudo humano e explode banco, na Paraíba

Portal Correio - Um grupo de pessoas foi mantido refém no fim da noite dessa quarta-feira (4) durante uma explosão a uma agência bancária da cidade de Umbuzeiro, Agreste do estado a 147 km de João Pessoa. Os criminosos fizeram os reféns de escudo humano para conseguir explodir o cofre. Ninguém ficou ferido. A sede da PM foi atingida por tiros. Essa não é a primeira vez que o banco é alvo de criminosos.
O crime aconteceu por volta das 23h30. De acordo com o sargento Everaldo Vieira, do Destacamento da Polícia Militar local, cerca de 20 homens encapuzados e armados com fuzis e pistolas fecharam as três entradas da cidade e iniciaram o plano criminoso.
“Os assaltantes estavam armados com fuzis 556 e 762, além de pistola. Os criminosos fecharam as entradas e saídas da cidade, fizeram um grupo de pessoas que estava em lanchonete com refém e foram para a sede do Banco do Brasil para explodir o cofre”, falou o sargento.
O policial confirmou que os reféns foram feitos de escudo humanos e colocados em frente ao banco durante o crime. “As pessoas foram liberadas assim que eles [assaltantes] conseguiram levar todo o dinheiro do cofre. Ninguém ficou ferido. Os caixas eletrônicos não foram violados”, comentou o sargento Everaldo.
Na hora da explosão, dois policiais estavam dentro do destacamento da PM, mas não revidaram devido ao poder de fogo dos assaltantes. A sede da polícia foi alvo dos criminosos. O grupo fugiu levando o dinheiro do cofre. Na fuga, grampos foram jogados em várias estradas que dão acesso a Umbuzeiro. Ninguém foi preso.
Um levantamento feito pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba constatou que até esta quinta (5), 38 bancos foram alvos de ações criminosos na Paraíba.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)