terça-feira, 10 de maio de 2016

Polícia Civil realiza terceira fase da Operação Aracê

190rn - A Delegacia de Polícia Civil de São José do Mipibu deflagrou, na manhã desta terça-feira (10), a terceira fase da Operação Aracê e prendeu oito suspeitos que são envolvidos na prática de crimes como homicídios, roubos, estupros e tráfico de drogas na região. Durante a Operação, que contou com o trabalho de 40 policiais civis, foram cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão nas residências dos suspeitos.
“O total de prisões, já efetuadas pela Operação, chega a 44. Na primeira fase da Operação, que aconteceu no dia 02 de junho de 2015, prendemos 17 suspeitos. No dia 25 de setembro, durante a segunda fase, foram detidas 19 pessoas. Além das prisões, a Polícia Civil apreendeu na Operação armas, munições e drogas”, detalhou o delegado Marcos Geriz, titular da DP de São José do Mipibu.
Foram detidos nesta terceira fase Cícero Francisco de Lima; Ericles Kennedy; Leandro Clemente de Oliveira, 20 anos; Henrique Francisco da Silva, 32 anos; José Paulo Simplicio; José Francisco da Silva, 42 anos; João Francisco do Nascimento, 45 anos e Pedro Paulo da Silva, 35 anos.
Presos – Cícero Francisco é acusado de ter matado a ex-companheira que estava grávida e de ter abandonado o corpo da vítima em uma estrada carroçável; Ericles Kennedy, conhecido por Nego, é acusado de ter estuprado uma mulher e de ter roubado objetos da mesma. O suspeito invadiu a residência da mesma, na comunidade de Arenã, onde também estava um filho especial da vítima; Leandro Clemente confessou à Polícia Civil que cometeu um homicídio, em 31 de dezembro de 2015, na localidade de Areia Branca.
Henrique Francisco é acusado de ter praticado um homicídio e tentativas de homicídios contra dois irmãos, em Laranjeiras dos Cosmes; José Paulo Simplicio é acusado de abusar sexualmente de uma enteada. Os crimes contra a vítima começaram quando ela tinha apenas 10 anos; João Francisco do Nascimento é acusado por ser autor de um estupro e de ter roubado objetos da vítima; José Francisco da Silva, conhecido como Camaleão e Pedro Paulo da Silva, vulgo Roncoio são acusados pela prática de vários arrombamentos ocorridos nas comunidades de Laranjeiras dos Cosmes e Passagem dos Cavalos.