Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Mossoró completa 100 assassinatos e tem ano mais violento da história

O Mossoroense - O município de Mossoró atingiu mais uma vez uma marca histórica na violência, quando na madrugada desta terça-feira, 17, a área policial registrou o 100º assassinato, em pouco menos de cinco meses, superando o ano de 2011, quando essa marca foi atingida no dia 7 de junho.
Considerado pelas autoridades em segurança pública, o ano mais violento de toda a sua história, a cidade vive num cenário de “guerrilha urbana”, conforme dados oficiais das polícias Civil, Militar e do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), que mapeiam o desenvolvimento dos assassinatos nas ruas e bairros da cidade de maior porte do Oeste potiguar.
A mortandade que assola Mossoró, já foi vivenciada em todos os bairros, mas o destaque ficou para as áreas periféricas, que aparecem com o maior número de mortes. O Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que esteve presente em todas as ocorrências, a forma como as vítimas são executadas praticamente é a mesma: uma dupla de motocicleta, usando capacetes e jaquetas ou fardas de alguma firma.
“Os moldes operantes dos assassinos são os mesmos desde que começaram desde que eclodiu a violência, que teve como ano base 2011, quando no primeiro semestre ocorreram 100 assassinatos. Desde então os índices foram reduzidos, porém esse ano a quantidade de mortes foi superada em apenas cinco meses. Isso é muito preocupante”, destacou o delegado Denys Carvalho da Ponte, titular da Delegacia Regional de Polícia Civil de Mossoró.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)