Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Homem é queimado vivo por multidão após roubar 5 dólares na Venezuela

Extra - Um homem de 42 anos foi queimado vivo por uma multidão na Venezuela após roubar o equivalente a 5 dólares. Morador de uma favela de Caracas, Roberto Bernal foi visto correndo na rua e, por isso, homens que estavam na calçada de um supermercado o socaram, deduzindo que ele era um criminoso. Quando um idoso disse que tinha sido assaltado por ele, os homens colocaram gasolina na cabeça de Bernal e acenderam o isqueiro. As informações são da agência de notícias “Associated Press”.
“Queríamos ensinar a este homem uma lição. Estamos cansados ​​de sermos roubados cada vez que vamos para a rua, e a polícia não faz nada”, disse Eduardo Mijares, de 29 anos. Segundo a família, Bernal era um homem tranquilo e passou os dias antes de sua morte cozinhando como gostava. Ele frequentava a igreja local, e já tinha trabalhado no Exército e como cozinheiro.
A viúva de Roberto Bernal, Argelia Gamboa, e seu filho de 11 anos Foto: Ariana Cubillos / AP
Naquela manhã, ele deixou o barraco da família para procurar emprego. Ele deixou a filha na escola e embarcou no metrô. Saiu num bairro de classe média, e, quando se sentou num banco, viu um homem de 70 anos colocando um pilha de notas equivalentes a 5 dólares (R$ 20) num chapéu. Ele pegou o chapéu, escondeu na jaqueta e fugiu passando por um ponto de mototáxi. Provavelmente seguiria para um supermercado onde compraria comida.
De acordo com a reportagem da “AP”, o homem o perseguiu, gritando "ladrão!". Quando o espancamento começou, muitas pessoas fugiram temendo o que aconteceria, mas uma multidão apoiou a ação.
Ele provavelmente teria morrido queimado no local, mas foi socorrido pelo pastor Alejandro Delgado, que trabalha como mototaxista. O pastor apagou as chamas, e Bernal foi socorrido. “Esses caras com quem trabalho todos os dias tinham se transformado em demônios. Eu podia ouvir a carne do homem queimando e estalando. Quando eu apaguei o fogo, eles atiraram garrafas na minha cabeça”, contou à “AP”.
Bernal foi socorrido, e quando a esposa Argelia Gamboa chegou ao hospital não o reconheceu. Ele morreu no dia seguinte ao linchamento.
Roberto Bernal (à esquerda) com o filho mais velho num restaurante na Venezuela
Violência aumentou no país
Segundo a “AP”, o Ministério Público abriu 74 investigações sobre assassinatos nos primeiros quatro meses deste ano, em comparação com dois em todo o ano passado. A Venezuela tem agora uma das maiores taxas de homicídio do mundo, e é difícil encontrar uma pessoa que não tenha sido assaltada.
“A vida aqui se tornou uma miséria. Você anda sempre estressado, sempre com medo, e o linchamento oferece uma catarse coletiva. Você não pode fazer nada sobre as filas ou a inflação, mas por um momento, pelo menos, a multidão parece que estar fazendo a diferença”, disse o diretor do Observatório da Violência Roberto Briceño-Leon.
Familiaraes de Roberto Bernal no barraco da família Foto: Ariana Cubillos / AP

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)