Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Gorila é morto após menino de 4 anos entrar em jaula

O Globo - Um gorila foi morto após um menino de 4 anos entrar na jaula onde ele era mantido num zoológico em Cincinatti, no Ohio, nos Estados Unidos.
Segundo a agência de notícias Reuters, o menino, que não foi identificado, teria engatinhado e passado sob a barreira, caindo em seguida cerca de 3,5 metros até o chão da área onde são mantidos os gorilas no Jardim Zoológico e Botânico de Cincinatti.
O menino não teria se ferido na queda, mas, já no chão, foi puxado por Harembe, um gorila de 17 anos e 180 quilos, que o arrastou pelo chão por cerca de 10 minutos. Em entrevista coletiva, o diretor do zoo, Thayne Maynard, disse que não teve escolha.
"Tomaram uma decisão difícil e fizeram o certo, porque salvaram o menino. Podia ter sido muito pior", disse ele. A criança foi ferida ao ser arrastada e está internada. As primeiras informações são de que ele não corre risco de morrer.
O diretor lamentou a morte de Harembe, que estava em Cincinatti há cerca de dois anos, vindo de um zoológico no Texas, onde nasceu.
"Estamos todos devastados com esse acidente trágico que resultou na morte de um animal em risco de extinção. É uma grande perda para a família do zoolígico e para população de gorilas no mundo", disse em um comunicado.
Maynard disse que não parecia que o gorila estava atacando a criança, mas afirmou que se tratava de um animal "extremamente forte em situação agitada" e que o tranqulizante demoraria muito para fazer efeito, e que, geralmente, os animais se agitam antes de fazer efeito.
"É um dia muito triste aqui, mas mão havia escolha, tivemos que atirar", disse Maynard aos repórteres. Estão ilesas duas gorilas fêmeas que também estavam na área fechada.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)