Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

'Determinação', diz ex-flanelinha que passou em concurso para professor

G1 RN - Da insegurança de trabalhar nas ruas ao bem-estar da sala de aula. O ex-flanelinha Agleilson de Sousa Brasil, de 30 anos, mudou de vida quando resolveu estudar com dedicação. Mossoroense, ele passou em um concurso público e, no dia 28 de abril, assinou o termo de posse para assumir, em breve, o cargo de professor de matemática da rede estadual de educação.
"A palavra é determinação. Percebi que eu precisava de estabilidade, tanto financeira quanto emocional. Então, comecei a estudar de verdade". É assim que o ex-flanelinha descreve o seu momento de mudança. Agleilson trabalhou como flanelinha por quase 2 anos em Mossoró, na região Oeste potiguar.
Morador do Pirrichil, comunidade carente da cidade, foram muitas as dificuldades. A  juventude foi complicada por causa da separação dos pais. Como se não bastasse, a lavadeira Maria Evanilda de Sousa, mãe de Agleilson, contou que ele ia pra rua chupar manga quando a fome apertava, uma vez que faltava dinheiro para as refeições.
Ainda guardador de carros, teve que conviver com uma rotina pesada de trabalho para ajudar a mãe, com quem ainda mora. Contudo, nunca abandonou completamente os estudos. "As pessoas generalizam, não é? Quando era flanelinha, eu sofria discriminação. Os moradores achavam que eu era drogado. O preconceito ainda é forte", desabafou.
"Trabalhei como flanelinha por quase dois anos. Em 2005, o dono de uma loja de lubrificantes me chamou para trabalhar na empresa dele e foi um momento importante", relatou. Agleilson conseguiu deixar o perigo das ruas, mas ainda assim não estava satisfeito, pois tinha um sonho: os números.
Incentivado pela família e amigos, o mossoroense fez a inscrição no vestibular de 2009 da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). "Sempre fui apaixonado pela matemática".
A felicidade, em forma de aprovação, veio logo depois. Mas, concluir o curso foi difícil. Estudar requer tempo e dedicação total, segundo o novo educador. "Passei por sufocos, mas não desisti", recorda.
Em 2014, Agleilson se formou e começou a dar aulas de reforço. A partir daí, surgiu uma nova paixão: a sala de aula - mais uma etapa a ser vencida. E ele venceu. O confiante Agleison se inscreveu em um concurso público em Mossoró e foi aprovado. O termo de posse, inclusive, foi assinado no dia 28 de abril e daqui a duas semanas ele começa a dar aulas.
Em tom de confissão, Agleison reconhece que "a educação pode mudar vidas, assim como mudou a minha. Outras vitórias virão".

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)