Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Câmara derruba veto que proibia identificação de radares instalados em Natal

OMossoroense - Os vereadores de Natal derrubaram na sessão ordinária desta terça-feira (17) o veto do poder executivo municipal ao projeto de lei de autoria do líder do PMDB no legislativo natalense, Felipe Alves, que dispõe sobre a identificação com placas informativas, indicando os locais onde estão instalados os aparelhos redutores de velocidade (pardais) nas vias municipais. As placas de sinalização vertical deverão ser afixadas a 200 e 100 metros antes do aparelho, equipamento ou qualquer outro meio tecnológico medidor de velocidade. Com a rejeição do veto, a medida segue agora para a promulgação da mesa diretora da Câmara Municipal.
Felipe Alves (PMDB) celebrou a derrubada do veto, destacando que a proposta tem o objetivo de prevenir os acidentes causados pelas freadas bruscas dos motoristas desavisados que para evitar multas irão diminuir a velocidade dos veículos repentinamente. Além da preocupação com a segurança dos motoristas e pedestres que utilizam diariamente às vias municipais a medida também servirá para coibir a chamada “indústria de multa”, haja vista que algumas vezes os controladores de velocidade eletrônicos estão posicionados em locais ermos, escondidos dos condutores dos veículos.

O vereador defende que os motoristas tenham mais informação a respeito dos locais onde estão instalados esses aparelhos: “É razoável que os condutores sejam informados sobre a proximidade da existência dos pardais, indicando previamente que a velocidade da via será modificada para adotar os cuidados necessários para a segurança na via e evitar multas de forma inadvertida”, destacou.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)