Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Carro que deveria estar apreendido é pego pela Lei Seca em Natal, diz PM

G1 RN - Dez pessoas foram presas e 62 carteiras de habilitação ficaram retidas durante uma blitz da Operação Lei Seca realizada na madrugada deste sábado (14) na Av. Engenheiro Roberto Freire, uma das mais movimentadas da Zona Sul de Natal. Além disso, sete veículos foram apreendidos e rebocados ao pátio do Departamento Estadual de Trânsito. Dentre eles, segundo o capitão Styvenson Valentim, há um Palio que não poderia estar circulando, ou seja, que deveria estar no Detran desde o dia 1º de abril, quando foi apreendido por não estar devidamente licenciado.
“Este Palio não deveria estar nas ruas, deveria estar apreendido no pátio do Detran. O motorista que estava com este carro foi parado no dia 1º de abril numa blitz que fizemos aqui mesmo na Av. Roberto Freire. Ou seja, ele é reincidente. Na primeira vez, o condutor se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi autuado. Na blitz de hoje, ele fez o teste e o resultado acusou ingestão de bebida alcoólica, mas a infração foi somente administrativa. O pior é que o veículo continua com o licenciamento atrasado e ele, o motorista, novamente flagrado sem habilitação. A documentação que ele apresenta e que anda com ele é um recibo de compra e venda", afirmou Styvenson, coordenador da Operação Lei Seca no RN.
Ainda de acordo com o capitão, ao se tornar reincidente na Lei Seca – mesmo que as duas autuações tenham sido administrativas para o caso de embriaguez ao volante – o motorista vai pagar a multa de R$ 1.915,40 em dobro desta vez, o que dá R$ R$ 3.830,80.
Kelvin Jansei Silva de Sousa, o jovem que dirigia o Palio, foi levado à Delegacia de Plantão da Zona Sul para dar explicações sobre como conseguiu a liberação do veículo junto ao Detran. Ele disse que pagou a documentação atrasada em um posto do Pague Fácil que fica dentro do próprio Detran, mas não apresentou nenhum recibo ou documento que comprovasse o pagamento. Como só foi autuado administrativamente, Kelvin acabou liberado. As multas, tanto pelo fato de não ser habilitado, do licenciamento atrasado e as penalidades previstas pela Lei Seca serão cobradas do proprietário do veículo. Juntas, as multas passam dos R$ 4 mil.
Também em contato com o G1, o capitão Isaac Paiva, subcoordenador da Operação lei Seca, acrescentou que o Palio, além do licenciamento vencido, possui uma comunicação de venda junto ao Detran, e que por este motivo “só poderia ser retirado após a transferência para o novo proprietário” e que “deveria ter pago tudo que estava em atraso pra retirar”. Contudo, “misteriosamente nem foi pago e nem foi transferido e mesmo assim ele conseguiu retirar o veículo de dentro do Detran”, ressaltou o oficial.
Imagem mostra que no site do Detran existe um comunicado de venda do veículo, o que impediria que o carro fosse retirado sem estar totalmente legalizado (Foto: Divulgação/PM)
O Detran informou que só poderá se pronunciar sobre a situação do referido Palio na segunda-feira (16), quando tiver acesso aos autos de infração do veículo.
Blitz foi realizada nesta madrugada na Av. Engenheiro Roberto Freire, uma das mais movimentadas da Zona Sul de Natal (Foto: Divulgação/PM)
Denúncia
A Polícia Civil anunciou na quarta-feira (11) que vai investigar o 'sumiço' de autos de infração produzidos pela Operação Lei Seca no estado. A investigação será conduzido pela Delegacia Especializada em Defesa do Patrimônio Público (Dedepp). O 'sumiço' foi denunciado pelo próprio capitão Styvenson Valentim. De acordo com o PM, 72 autos de infração feitos durantes as blitzen desapareceram do sistema do Detran. Diretor geral do órgão, Júlio César Câmara admitiu ter conhecimento sobre um suposto esquema de corrupção e afastou os funcionários responsáveis pela implantação das multas no sistema.
Capitão Styvenson Valentim, coordenador da Lei Seca, denunciou esquema de fraudes no Detran do RN (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)