segunda-feira, 18 de abril de 2016

Voto do deputado Bruno Araújo do PSDB sela aprovação do impeachment na Câmara

uOL - Foram mais de oito horas  – a sessão de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff começou às 14h deste domingo (17), na Câmara dos deputados. O voto de número 342 a favor e que selou o prosseguimento do processo para o Senado Federal veio pouco depois das 23h e teve como autor o deputado Bruno Araújo, do PSDB de Pernambuco, partido de histórica oposição ao governo.
"Senhor presidente, quanta honra o destino me reservou. De poder da, minha voz sair o grito de esperança de milhões de brasileiros. Pernambuco nunca faltou ao Brasil. Por isso digo ao Brasil sim para o futuro!", disse o deputado.
Araújo afirmou que não esperava dar o voto decisivo e confirma ter chorado um pouco no momento em que anunciou no púlpito de votação sua posição pelo impeachment. "Passa um filme de tudo que a gente viveu", disse. "Acho que foi uma honra, porque eu, como outros colegas líderes, começamos quando a lista nossa de impeachment tinha 60 deputados. Quando muitos não acreditavam nesse processo, quando havia críticas, naturais, internas e externas em relação a nosso posicionamento", disse.
"E hoje foi um coroamento da população, do reconhecimento de um trabalho que começou lá atrás. Mas sobretudo uma homenagem à população brasileira, eu fico honrado de ter representado esse momento", afirmou Araújo.