quarta-feira, 13 de abril de 2016

Luiz Almir versus professores: “bestas” e “latir” foram ‘força de expressão’ - Vereador emite nota à imprensa para esclarecer mensagem polêmica

As polêmicas declarações do vereador Luiz Almir (PR) geraram revolta nos professores da rede municipal de ensino. Na última terça-feira (13), o parlamentar chamou os professores de ‘bestas’ após ouvir gritos de protestos dos mesmos durante sua fala em uma audiência na Câmara. Luiz cobrava dos docentes um pedido de desculpas aos pais dos alunos que sofreram com a última greve da categoria, conforme ele mesmo explicou a reportagem do Agora RN.
“A professora Eleika Bezerra (Livres) queria que a Secretaria de Educação e o prefeito Carlos Eduardo (PDT) pedissem desculpas aos professores, por que não pagaram os dias de greve de forma imediata, só pagaram quando a justiça determinou. A única coisa que eu fiz foi indaga-los se também iriam pedir desculpas aos pais dos alunos que passaram esse tempo todo sem ter aula”, esclareceu o vereador.
Luiz Almir lembrou de um fato relatado pela secretária Justina Iva durante a audiência para questionar os professores: “A secretária relatou o fato de um pai e uma mãe de família, que trabalhavam o dia inteiro, dizendo que um dos dois iria perder o emprego para cuidar do filho que deveria estar na escola. Eu apenas perguntei se vão pedir desculpas por isso também. A partir daí aquele grupo orquestrado que estava presente na sessão começou a me xingar, gerando uma reação da minha parte”, completou.
O presidente do diretório estadual do PR ainda destacou que se desculpou com os professores depois das palavras utilizadas por ele para rebate-los, além de lembrar que tem respeito pela categoria e que sua mulher foi educadora durante três décadas:
“Pedi desculpas depois pelas expressões que utilizei, falei ‘latir’ no sentido de ‘gritar’, mas todo mundo sabe que tenho respeito pela categoria. Sou casado com uma mulher que durante 30 anos foi educadora. Tive 2 mandatos de deputado e 3 de vereador e nunca faltei com respeito com ninguém, nunca votei contra os trabalhadores. Não adianta dizer que sou contra a classe por que não é verdade, sempre fui empregado, nunca fui patrão. Houve esse mal-entendido, mas já está tudo esclarecido”, finalizou.
Luiz Almir emite nota à imprensa para esclarecer mensagem polêmica 
Após as críticas nas redes sociais, com relação às declarações polêmicas, onde chamou os professores de ‘bestas’, após ouvir gritos de protestos da categoria, durante sua fala em uma audiência na Câmara Municipal de Natal, o vereador Luiz Almir (PR) emitiu nota à imprensa, esclarecendo o que ele chama de intrigas da oposição.
Na última terça-feira (13), o parlamentar chamou os professores de ‘bestas’ após ouvir gritos de protestos dos mesmos durante sua fala em uma audiência na Câmara. Luiz cobrava dos docentes um pedido de desculpas aos pais dos alunos que sofreram com a última greve da categoria, conforme ele mesmo explicou a reportagem do Agora RN.
Leia a nota na íntegra:
Aos professores de Natal:
Algumas pessoas ligadas à grupos que querem se aproveitar do ano eleitoral e aparecer na mídia,  postaram a minha fala distorcida da realidade
Durante uma audiência pública na qual a Secretaria de Educação foi convocada a explicar o porquê do não pagamento aos professores grevistas, um grupo de pessoas interrompia a sessão com barulhos e vaias dirigidas e orquestradas contra inclusive a minha pessoa.
Em momento algum me referi aos professores e sim ao grupo orquestrado para prejudicar os andamentos da audiência publica
Esses mesmos grupos ligados a políticos com quase nenhum serviço prestado à população vive orquestrando situações para ludibriar e levar interpretações errôneas ao povo.
Ao usar a fala quando era solicitada à Secretaria se explicar sobre o não pagamento aos professores grevistas e um pedido de desculpas, solicitei também a desculpa aos pais de alunos já que recebi na rádio e TV reclamações dos mesmos de que não podiam trabalhar ou estavam pagando pessoas para poderem ficar com seus filhos devido a greve, ou seja cobrando da secretaria medidas  para não prejudicar os alunas e a família do educando.
Desta forma e já tendo me explanado, na sessão seguinte,  espero ter a compreensão daqueles que nos ensinam a viver e nos  dão as nossas profissões para fazermos o bem comum a todos,ao mesmo tempo em que,  não compartilho com a má índole política do quanto pior melhor ,de grupos ligados a políticos que só crescem às custas de mentiras e armações caluniosas contra quem quer que seja! A mentira tem pernas curtas e a verdade sempre deve prevalecer. Com Deus no coração e o apoio das pessoas de bem construiremos uma Natal melhor!