quarta-feira, 20 de abril de 2016

José Dias: “Não sou contrário que o PSDB colabore com o governo dentro da estrutura do Estado”

AgoraRN - Para o deputado estadual José Dias (PSDB), os deveres republicanos devem ser superiores às questões políticas, como a celeuma ocorrida entre ele e o governador Robinson Faria, que acabou retirando o apoio do parlamentar em relação ao chefe do executivo estadual. Convidado recentemente para ingressar no PSDB, o parlamentar afirma que a legenda não pode se negar a “colaborar com o Rio Grande do Norte”.
“A postura oficial do partido, eu vejo da seguinte forma, eu pessoalmente não tenho indicações. Eu não farei indicações. Agora eu não sou contrário que o partido assuma uma posição de colaboração dentro da própria estrutura do estado. Até porque, fora da estrutura, mesmo não tendo a intenção de indicar, eu vou continuar colaborando com o governo. Nós vivemos um momento extremamente difícil, e não vejo o problema nosso diferente dos problemas brasileiros. Vivemos um período dramático. Nós temos que ter uma posição totalmente diferente do que foi com o PT. Nós temos que colaborar com o país, com o estado e com o município. Não devemos fazer o que eles fizeram, que foi transformar a política numa grande luta de nós contra eles”, relatou.
A declaração foi dada durante entrevista coletiva do PSDB que contou com a presença dos cinco deputados estaduais e do deputado federal Rogério Marinho. Na oportunidade, a sigla abordou o crescimento no Estado, com a chegada de dez prefeitos, dez vice-prefeitos e 124 vereadores. Na ocasião, também Foram anunciadas 52 pré-candidaturas do PSDB a prefeito e mais de 1,5 mil pre-candidaturas a vereador.
A possibilidade de participação do PSDB no governo estadual passou a existir devido ao rompimento do PT com o governo Robinson e ao crescimento do PSDB no estado, já que a sigla passou a ter base eleitoral fortalecida e uma forte bancada na Assembleia Legislativa.
Além de Dias, estiveram presentes o presidente de honra do PSDB, deputado federal Rogério Marinho, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, e os deputados Gustavo Carvalho, Márcia Maia e Raimundo Fernandes.