Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Impeachment: outdoors são espalhados para pressionar deputados

Jornal Mossoró Hoje - Mossoroenses contrários ao governo petista, com apoio dos Movimento Brasil Livre Mossoró (MBL) e Vem Pra Rua, entidades responsáveis pelos manifestos contra o governo, instalaram em alguns pontos da cidade outdoors com as fotos de parlamentares federais que estariam a favor, contra ou indecisos em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
Segundo o MBL, as ações que estão sendo feitas fazem parte da Operação Minerva, lançada em nível nacional para mapear e pressionar os deputados que se posicionam contra ou estão indecisos em relação ao impeachment da presidente. A iniciativa contou com voluntários na arrecadação do dinheiro.
"Mossoró foi uma cidade que visivelmente sofreu e sofre os efeitos da crise, basta ver as lojas que fecharam no shopping, ver as empresas que saíram daqui graças a redução das operações da Petrobras. Então por Mossoró e pelo Brasil, o MBL vai continuar agindo, continuaremos com as campanhas visuais, nos outdoors, nas ruas", destacou Bia Nobrega, coordenadora estadual do MBL.
No outdoor aparecem com posicionamento a favor do impeachment os deputados Rogério Marinho (PSDB), Walter Alves (PMDB), Antônio Jacome (PTN) e Felipe Maia (DEM). Contrários à saída da presidente estão Zenaide Maia (PR) e Fábio Faria (PSD). A ala dos indecisos é composta por Beto Rosado (PP) e Rafael Motta (PSB).
Para ser aprovado, o documento elaborado pelos juristas Miguel Reale Jr, Helio Bicudo e Janaína Paschoal precisa de 342 votos de um total de 513 deputados federais. Para arquivar o processo, o governo de Dilma precisa do apoio de 171 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções.
"No dia 17, se for confirmado como data pra votação do impeachment, estamos organizando uma mobilização para que todos os interessados possam assistir ao vivo a sessão da Câmara, sobre isso lançaremos mais informações em breve", finaliza Bia Nobrega.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)