quarta-feira, 27 de abril de 2016

Evangelho do Dia/Santo do Dia

27 de abril de 2016 – CNBB
1ª Leitura - At 15,1-6
Decidiram que Paulo, Barnabé e alguns outros fossem a Jerusalém,
para tratar dessa questão com os apóstolos e anciãos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 15,1-6
Naqueles dias:
1Chegaram alguns da Judéia e ensinavam aos irmãos de Antioquia, dizendo: 'Vós não podereis salvar-vos, se não fordes circuncidados, como ordena a Lei de Moisés.'
2Isto provocou muita confusão, e houve uma grande discussão de Paulo e Barnabé com eles. Finalmente, decidiram que Paulo, Barnabé e alguns outros fossem a Jerusalém, para tratar dessa questão com os apóstolos e os anciãos.
3Depois de terem sido acompanhados pela comunidade,Paulo e Barnabé atravessaram a Fenícia e a Samaria. Contaram sobre a conversão dos pagãos,causando grande alegria entre todos os irmãos.
4Chegando a Jerusalém,foram recebidos pelos apóstolos e os anciãos, e narraram as maravilhas que Deus tinha realizado por meio deles.
5Alguns, dos que tinham pertencido ao partido dos fariseus e que haviam abraçado a fé,levantaram-se e disseram que era preciso circuncidar os pagãos e obrigá-los a observar a Lei de Moisés.
6Então, os apóstolos e os anciãos reuniram-se para tratar desse assunto.
Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 121, 1-2. 3-4a. 4b-5 (R. Cf. 1)
R. Que alegria, quando me disseram: Vamos à casa Senhor!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia
1Que alegria, quando ouvi que me disseram:*'Vamos à casa do Senhor!'
2E agora nossos pés já se detêm,*Jerusalém, em tuas portas.R.
3Jerusalém,cidade bem edificada *num conjunto harmonioso;
4apara lá sobem as tribos de Israel,*as tribos do Senhor.R.
4bPara louvar, segundo a lei de Israel,*o nome do Senhor.
5A sede da justiça lá está *e o trono de Davi.R.
Evangelho - Jo 15,1-8
Quem permanecer em mim, e eu
nele, produz muito fruto
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 15,1-8
Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos:
1'Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor.
2Todo ramo que em mim não dá fruto ele o corta; e todo ramo que dá fruto, ele o limpa, para que dê mais fruto ainda.
3Vós já estais limpos por causa da palavra que eu vos falei.
4Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto, se não permanecerdes em mim.
5Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permaneceu em mim, e eu nele,
esse produz muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6Quem não permanecer em mim, será lançado fora como um ramo e secará.
Tais ramos são recolhidos, lançados no fogo e queimados.
7Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedí o que quiserdes e vós será dado.
8Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos.
Palavra da Salvação.
Reflexão - Jo 15, 1-8
O verdadeiro evangelizador tem plena consciência de que ele não atua por suas próprias forças. Também sabe que a missão à qual participa não é uma missão sua ou mesmo humana. Jesus é o grande missionário do Pai e todos nós participamos da tríplice missão de Jesus pela graça do Batismo. Por isso, só podemos produzir frutos para o Reino de Deus, frutos que permanecem para a vida eterna, se estamos unidos a Jesus para participar da sua obra. Se nos separamos de Jesus, deixamos de realizar a obra do Reino para realizar a nossa própria obra, e o resultado disso é o fracasso de todos os nossos esforços.
SANTO DO DIA
Santa Zita, padroeira das empregadas do lar
Como simples empregada, sem estudos e cultura, Zita consagrou-se inteiramente ao Senhor, sem deixar sua vida simples
Com muito carinho e devoção lembramos – neste dia – da santidade de vida de Santa Zita, padroeira das empregadas do lar. Nascida em Lucca (Itália), no ano de 1218, em uma família pobre e camponesa, mas que soube comunicar a ela a riqueza da vida em Deus.
Como simples empregada, sem estudos e cultura, Zita consagrou-se inteiramente ao Senhor, sem deixar sua vida simples. O segredo da espiritualidade desta santa era muito concreto, pois consistia em se questionar se esta ou aquela atitude agradava ou não ao Senhor. Desta forma, abriu-se para a santificação de Deus.
Santa Zita, com vinte anos, foi trabalhar numa família nobre e lá, não deixou de participar em todas as manhãs da Santa Missa na comunidade. Ela ajudava aos pobres e visitava os doentes nos tempos de folga, desta forma conquistou a admiração dos patrões. Conquistou também muitos corações para o Senhor e, merecidamente, o Céu.
Santa Zita, rogai por nós!