domingo, 24 de abril de 2016

Evangelho do Dia/Santo do Dia

24 de abril de 2016 –CNBB
1ª Leitura - At 14,21b-27
Contaram à comunidade tudo o
que Deus fizera por meio deles.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 14,21b-27
Naqueles dias: Paulo e Barnabé,
21bvoltaram para as cidades de Listra, Icônio e Antioquia.
22Encorajando os discípulos, eles os exortavam a permanecerem firmes na fé,
dizendo-lhes: 'É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus'.
23Os apóstolos designaram presbíteros para cada comunidade.
Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado.
24Em seguida, atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília.
25Anunciaram a palavra em Perge, e depois desceram para Atália.
26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que haviam realizado.
27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos.
Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 144,8-9.10-11.12-13ab (R.cf.1)
R. Bendirei eternamente vosso santo nome, ó Senhor.
Ou: R.Aleluia, Aleluia, Aleluia
8Misericórdia e piedade é o Senhor,*ele é amor, é paciência, é compaixão.
9O Senhor é muito bom para com todos,*sua ternura abraça toda criatura.R.
10Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem,*e os vossos santos com louvores vos bendigam!
11Narrem a glória e o esplendor do vosso reino*e saibam proclamar vosso poder!R.
12Para espalhar vossos prodígios entre os homens*e o fulgor de vosso reino esplendoroso.
13aO vosso reino é um reino para sempre,*
13bvosso poder, de geração em geração.R.
2ª Leitura - Ap 21,1-5a
Deus enxugará toda lágrima dos seus olhos.
Leitura do Livro do Apocalipse de São João 21,1-5a
Eu, João,
1Vi um novo céu e uma nova terra. Pois o primeiro céu e a primeira terra passaram,
e o mar já não existe.
2Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, de junto de Deus, vestida qual esposa enfeitada para o seu marido.
3Então, ouvi uma voz forte que saía do trono e dizia: 'Esta é a morada de Deus entre os homens. Deus vai morar no meio deles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles.
4Deus enxugará toda lágrima dos seus olhos. A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem choro, nem dor, porque passou o que havia antes.'
5Aquele que está sentado no trono disse: 'Eis que faço novas todas as coisas.'
Depois, ele me disse: 'Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras.'
Palavra do Senhor
Evangelho - Jo 13,31-33a.34-35
Eu vos dou um novo mandamento:
amai-vos uns aos outros.
+ Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João 13,31-33a.34-35
31Depois que Judas saiu, do cenáculo disse Jesus: 'Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele.
32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo.
33aFilhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco.
34Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.
35Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.'
Palavra da Salvação.
SANTO DO DIA
São Fidélis (Fiel) de Sigmaringa, fiel a vontade de Deus
Dedicou-se totalmente em iluminar as consciências e rechaçar as doutrinas que combatiam a Igreja de Cristo
O santo de hoje nasceu em Sigmaringa (Alemanha) no ano de 1577. Seu nome de batismo era Marcos Rei. Era dotado de grande habilidade com os estudos. Marcos era um cristão católico, tornando-se mais tarde um conhecido filósofo e advogado. Porém, havia um chamado que o inquietava: a consagração total a Deus, a vida no ministério sacerdotal.
Renunciando a tudo, entrou para a família franciscana, para os Capuchinhos. Enquanto noviço, viveu um grande questionamento: se fora do convento ele não faria mais para Deus, do que dentro da vida religiosa. Buscou então seu mestre de noviciado que, no discernimento, percebeu que era uma tentação.
Passado isso, ele se empenhou na busca pela santidade. Seu nome agora se tornou “Fidélis” ou “Fiel’. E buscou ser fiel à vontade de Deus. Estudou Teologia, foi ordenado e enviado à Suíça para uma missão especial com outros irmãos: propagar a Sã Doutrina Católica.
São Fidélis dedicou-se totalmente em iluminar as consciências e rechaçar as doutrinas que combatiam a Igreja de Cristo.
Depois de uma Santa Missa, com cerca de 45 anos, teve o discernimento de que estava próxima sua partida. Fez uma oração de entrega a Deus e, logo em seguida, foi preso e levado por homens que queriam que ele renunciasse à fé.
Fidélis deixou claro que não o faria, e que não temia a morte. Ajoelhou-se e rezou: “Meu Jesus, tende piedade de mim. Santa Maria, Mãe de Deus, assisti-me”. Recebeu várias punhaladas e morreu ali, derramando seu sangue pela Verdade, por amor a Cristo e Sua Igreja.
São Fidélis, rogai por nós!