domingo, 24 de abril de 2016

Crise e impeachment fazem PT perder 20% de seus prefeitos em 2 anos

R7 - A seis meses das eleições municipais, o PT enfrenta uma onda de desfiliações que atinge as prefeituras comandadas pelo partido. Desde 2012, o partido já perdeu 135 dos 638 prefeitos que elegeu — uma perda de 20%.
Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, a razão para a debandada são a crise econômica e o impeachment, que empurraram os administradores municipais para fora do partido durante a janela de filiação partidária aberta em março.
A conta inclui também os gestores que renunciaram ou foram cassados.
O jornal já havia feito um levantamento em outubro passado, quando descobriu que 69 prefeitos do PT já haviam desertado. De lá para cá, o número praticamente dobrou, justamente no período em que passou a tramitar na Câmara dos Deputados o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
O maior desgaste da legenda se concentra em São Paulo (perdeu 35 de 73 prefeitos), Paraná (18 baixas entre 40 gestores) e Rio de Janeiro (perdeu 6 de 11 prefeitos).
Além disso, as baixas atingiram cidades com mais de 500 mil habitantes, como Osasco (SP) e Niterói (RJ).