quinta-feira, 28 de abril de 2016

Ataque aéreo destrói hospital apoiado pelo Médicos Sem Fronteiras em Aleppo, na Síria

Um hospital sírio apoiado pelo Médicos Sem Fronteiras (MSF) e pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) foi destruído em um ataque aéreo em Aleppo, matando pacientes e médicos, incluindo um dos últimos pediatras remanescentes na parte controlada pelos rebeldes da cidade. Após o bombardeio, a ONU alertou para a "deterioração catastrófica" em Aleppo.
O número de mortos no hospital diverge, com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) apontando ao menos 27 e o MSF, 14. Entre as vítimas fatais estariam três crianças e três médicos.Clique aqui e veja a reportagem"O Globo"