Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Sesap registrou 21 mortes suspeitas de dengue; Um caso foi confirmado

No Minuto - A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou na manhã desta quarta-feira (2) um novo boletim epidemiológico com os números sobre os casos de dengue, zika e chikungunya. De acordo com a pasta, somente neste ano já foram registradas 21 mortes suspeitas da dengue, sendo um óbito confirmado até o momento. Os dados são referentes ao período de 03 de janeiro a 27 de fevereiro de 2016.
O balanço mostra ainda que foram registrados 12.242 notificações de casos suspeitos de dengue. Destes, 725 foram confirmados, 232 descartados e os demais ainda estão em investigação. Já o número de notificações de febre do zika estão em 1.012 casos, no mesmo período, e 1.401 notificações de chikungunya.
O último boletim emitido pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) registrou uma diminuição da quantidade de municípios com incidência silenciosa, ou seja, mais municípios notificaram casos, o que resulta da orientação repassada aos profissionais de saúde sobre a importância das notificações. De acordo com o documento, até a Semana Epidemiológica (SE) 8, dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, 119 notificaram casos de dengue, restando ainda 48 deles na chamada incidência silenciosa.
A Secretaria informou que intensificou a interação com municípios e outras instituições do estado a fim de unir forças no combate ao mosquito aedes aegypti. Diversas ações de educação e comunicação com a sociedade estão sendo articuladas com grupos sociais e instituições de ensino para orientar a população quanto ao combate ao mosquito aedes aegypti e conscientizar os profissionais de saúde para a importância da notificação dos casos.
Para a Sesap, a população tem feito a sua parte e se mostra vigilante na localização dos possíveis focos do mosquito. Em funcionamento desde o dia 18 de janeiro, a Sala Estadual de Coordenação e Controle para o enfrentamento da Dengue, Chinkungunya e Zika Vírus já recebeu mais de 200 denúncias através do disque denúncia 199, além de 760 recebidas através do aplicativo “Observatório do Aedes Aegypti”, desenvolvido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)