segunda-feira, 21 de março de 2016

“Nossas vidas estão em risco permanente”, diz Orlando Marreta que sofreu tentativa de assalto no último final de semana.


Bom dia, amigos!
Venho relatar, por meio deste meio de comunicação, algo muito triste e meio assustador que aconteceu comigo na cidade de Santo Antônio. Ontem à noite por volta das 22h:30min fui assaltado na Praça da Rodoviária.
O assaltante chegou falando: "vocês querem ver um 1 5 7?". Neste momento, o desprezível correu agarrando-me por traz, redeu-me e colocou uma faca no meu pescoço pedido para que eu soltasse o celular. Tentei resistir um pouco, mas ele me ameaçou dizendo que caso eu não entrega-se o celular, me furaria. Senti a faca arranhando meu pescoço e soltei o celular. Fui à delegacia, fiz os procedimentos legais e a polícia percorreu vários bairros da cidade. Graças a Deus, ele foi pego por vários amigos ao tentar invadir o terreno de um residencia e o entregaram para a polícia e recuperei meu celular. Ele já é cliente da polícia com várias entrada por furtos. Ele é conhecido como  Galego de Heronildes. Afirmações de Orlando Marreta.