quarta-feira, 9 de março de 2016

MPF faz nova denúncia contra o ex-prefeito de Ielmo Marinho, RN

G1 RN - O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) apresentou uma nova denúncia contra o ex-prefeito de Ielmo Marinho, Bruno Patriota, por se negar a prestar esclarecimentos ao órgão. Bruno foi afastado do cargo após ser denunciado pelo Ministério Público Estadual durante a operação 'Resistência', deflagrada no dia 18 de setembro, quando foi  filmado pagando propina para mudar o depoimento de uma testemunha de um processo administrativo que corria contra ele na câmara da cidade localizada na região Metropolitana de Natal. Patriota já havia sido processado pelo mesmo motivo em dezembro do ano passado.
Segundo o MPF, esta nova denúncia foi motivada pela negativa do ex-prefeito em prestar esclarecimentos sobre recursos federais destinados à distribuição de filtros de polipropileno e ainda informações sobre o ex-secretário Municipal de Saúde, investigado por suposta ocupação irregular de cargos.


Ainda de acordo com o MPF, os recursos para os filtros foram repassados pelo Ministério da Integração Nacional. Em julho de 2014, um ofício foi enviado ao então prefeito questionando a não prestação de contas, no entanto o documento foi devolvido pelos Correios após ser recusado pelo ex-prefeito.
Outro procedimento que tramita no MPF investiga se o ex-secretário de Saúde de Ielmo Marinho, que de acordo com o órgão, possuía vínculos irregulares com a Prefeitura local e com o Conselho Regional de Farmácia e as secretarias de Saúde de São Paulo do Potengi e São Pedro.

Segundo o MPF, dois ofícios foram expedidos em março e agosto de 2015 pedindo esclarecimentos sobre o secretário e outro em novembro do mesmo ano sobre o filtro, não tendo resposta do ex-prefeito. Ainda de acordo com o MPF, em novembro de 2015 o ex-prefeito foi notificado pela última vez sobre as investigações em curso e o crime pelo qual poderia ser denunciado caso não enviasse as informações. Memso assim o ex-prefeito não teria enviado as informações.