quarta-feira, 30 de março de 2016

Henrique Alves prorroga prazo da obra da estrada de Pipa antes de deixar o Ministério do Turismo

Antes de deixar o cargo, o ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, assinou o aditivo de prazo para a implantação e duplicação da nova estrada de acesso à praia de Pipa, em Tibau do Sul, cuja obra está parada. O ofício foi encaminhado ao governo do estado pelo secretário Nacional de Estruturação do Turismo do Ministério do Turismo, Neusvaldo Lima, nesta terça-feira (29).
O convênio no valor de R$18,9 milhões foi assinado pelo Ministério do Turismo e o Governo do Estado, em 2008. A obra encontra-se paralisada, em decorrência de problemas técnicos e administrativos, em âmbito local.
Na última semana, representantes do MTur se reuniram com o diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagens - DER/RN, General Jorge Fraxe, para tratar do acompanhamento do convênio. Na ocasião, foram relatadas as dificuldades do governo estadual para reinício da obra.
O então ministro Henrique Eduardo Alves pediu atenção especial dos representantes para continuidade da obra da nova estrada de Pipa e deliberou pelo aditamento do convênio. A prorrogação de um ano no prazo leva em consideração que parte dos recursos da União já estão disponibilizados.
A retomada da obra depende, ainda, da assinatura e devolução do termo aditivo ao MTur para as demais providências.