quinta-feira, 10 de março de 2016

CEHAB/RN Conclui entrega de moradias do PMCMV 2 em Santo Antônio do Salto da Onça

Técnicos da CEHAB/RN participaram na manhã desta quinta-feira (10), no município de Santo Antônio, na região Agreste, da solenidade de entrega dos certificados aos beneficiários restantes. Ao todo, foram 11 contemplados com o recebimento da moradia, através do Programa Minha Casa Minha Vida II (PMCMV).
O município de Santo Antônio foi contemplado com 50 (cinquenta) unidades habitacionais na zona urbana no âmbito do PMCMV 2, através do Termo de Acordo e Compromisso nº 026/2012- TAC, formalizado entre os governos estadual e federal, com agente financiador a Companhia Hipotecária Brasileira – CHB e JD construções. O empreendimento na modalidade isolada tem aporte do governo do estado no valor de R$ 180.700,00 (cento e oitenta mil e setecentos reais) e 1.250.000,00 (um milhão, duzentos e cinquenta mil reais). Até 2015 foram realizados a entrega de 39 unidades habitacionais e neste mês de março de 2016 as últimas 11 unidades foram concluídas e os beneficiários receberam suas casas com 49m², 1 sala, 1 dormitório para casal e 2 dormitórios para duas pessoas, cozinha, área de serviço coberta (externa), circulação, banheiro, com cobertura em telha cerâmica e pisos em Cerâmico em toda a área interna da unidade.
Na ocasião de entrega das casas, o presidente da CEHAB/RN, Carlos Antônio de Araújo lembrou o esforço que o Governo Robinson vem fazendo para garantir mais recursos e, com isso, minimizar os efeitos do déficit habitacional no RN. "Gente, esse cantinho agora é de vocês. É nele onde vocês viverão momentos especiais na vida. Portanto, zelem pelas casas". O evento aconteceu no plenário da Câmara Municipal de Santo Antônio, com a presença do prefeito Luiz Franco Ribeiro, que prometeu lutar em busca de mais habitação popular para o município. Além dele, autoridades públicas e representante da CHB e da construtora responsável pela obra estiveram presentes.
O ex-servente de obras, Gerson Luiz, foi um deles. Aos 38 anos, ele sofreu um acidente de trabalho, chegando a perder a mão esquerda. Hoje, depende de uma renda mensal no valor de apenas meio salário mínimo, pelo INSS. Sua mulher, também não trabalha, devido a problemas de hipertensão. A ajuda vem da própria família do servente, que garante o sustento e o pagamento do aluguel da casa que o ex-servente morava.
Agora, a situação de Gerson vai mudar para melhor. Com a nova moradia, ele já economiza R$ 350 por mês e garante um quarto para a filha pequena, de 11 anos. "Foi um presente de Deus, sem dúvida, pois não tinha mais condições de pagar esse valor todo mês. Isso já estava refletindo na nossa qualidade de vida", observou.
Outra beneficiária é a dona de casa, Maria do Rosário Santos, 55 anos, que também deixará de arcar com o pagamento de aluguel. Ela aproveitou um terreno de sua propriedade, no bairro Bela Vista, para construir sua primeira moradia própria. Ansiosa, ela diz que agora terá gosto em arrumar a casa. "A gente pede com fé e, após 2 anos de espera, vem a confirmação do milagre. Estou muito feliz!, comemora.