Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Caminhada em Natal marca Dia Internacional da Síndrome de Down

G1 RN - Uma caminhada realizada em Natal marcou o Dia Internacional da Síndrome de Down. O evento aconteceu neste domingo (20), no Parque das Dunas, na Zona Leste da cidade. A data foi instituída pela Down Syndrome International sendo comemorada desde 2006. A caminhada pela inclusão, que chegou à terceira edição, teve por objetivo a luta pela inclusão social e pela visibilidade da causa.
O Dia Internacional da Síndrome de Down é comemorado em 21/03. "A escolha dessa data não foi aleatória. Isso faz alusão à trissomia do cromossomo 21, alteração genética que funda a síndrome. Durante a divisão embrionária, em vez de dois cromossomos no par 21, as pessoas com a síndrome possuem três", explica Glauciane Santana, presidente da Associação Síndrome de Down do Rio Grande do Norte.
"A ciência não tem explicação porque que isso acontece. O que se sabe é que esse excesso de material genético determina algumas características da síndrome como os olhos oblíquos, o comprometimento intelectual e uma diminuição no tônus muscular", lembra Glauciane.
O evento foi um exemplo prático de inclusão. "Os palhaços, aula de dança e as bandas de música oportunizaram o lúdico durante toda a trajetória. Além disso, o ginástica laboral no aquecimento e a própria caminhada deram conta do exercício", frisou a presidente da Associação.
“Cada ano buscamos melhorar o evento para que as famílias e as Pessoas com Deficiência vivenciem um momento especial. Vem gente de toda parte da cidade e cada família presente é um exemplo de vida”, diz Lorena Rocha organizadora do evento.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)