Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Sesap registrou 16.900 notificações de doenças diarreicas neste ano

No minuto - O Rio Grande do Norte registrou até agora uma crescente de mil casos notificados de doenças diarreicas. Em todo o Estado, até a sexta semana de 2016, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) registrou 16.900 casos. Segundo Zaira Santiago, técnica de vigilância epidemiológica da pasta, já foram registrados 900 casos a mais em relação ao mesmo período do ano passado.
A técnica em epidemiologia revelou ainda que o município de Caicó registrou o maior número de notificações, com 1.798 de casos diarreias - que estão sendo popularmente chamados de “doença da mosca". “Estão associando as diarreias e chamando de doença da mosca devido às suspeitas de que o inseto está contaminando as pessoas. Essas doenças são chamadas de diarreicas, nós chamamos assim porque ainda não descobrimos qual é o agente causador e também não sabemos se é uma doença viral ou bacteriana”, comentou. 
Na última semana, 60 municípios do Estado informaram a Sesap o registro de casos notificados de diarreias. Segundo os dados, 35 cidades registraram aumento no número de notificações. Apesar das notificações, a técnica de vigilância epidemiológica disse que o número de casos pode ser ainda maior, pois as notificações das doenças diarreicas não são obrigatórias.
Em Natal, já foram registrados 1.655 casos notificados de diarreias desde o início do ano. De acordo com a Sesap, o número está dentro do esperado. Já em relação ao município de Caicó, a especialista Zaira Santiago acredita que as grandes aglomerações no Carnaval, a seca e a grande quantidade de moscas têm contribuído para a crescente de casos da doença na cidade. 
Combate
A Secretaria de Saúde Pública informou que divulgou duas notas técnicas para os municípios com orientações falando sobre como proceder nos casos de notificações de diarreias. Segundo Zaira Santiago, a secretaria estadual não tem o poder de ação no combate.
A técnica explica que o trabalho da Sesap nesses casos é contribuir para que as secretarias municipais de saúde possam identificar o agente causador através de amostras clínicas. “A nossa nota técnica fala como as secretarias municipais devem proceder para coletar, armazenar e transportar as amostras até o Laboratório Central de Saúde Pública , o Lacen, que é onde os casos serão analisados”, concluiu.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)