Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Polícia prende 30 suspeitos de tráfico na Grande Natal

Novo Jornal - Uma operação coordenada pela Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) prendeu ontem (19) 30 suspeitos, 26 homens e quatro mulheres, de integrar uma associação criminosa que praticava crimes como tráfico de drogas, homicídios, roubos e furtos em várias cidades da Grande Natal.  Os suspeitos foram detidos em Natal, Ceará Mirim e Parnamirim, como resultado de um ano de investigações, e responderão por crimes como associação criminosa e associação para o tráfico. Durante todo o tempo em que o grupo estava sendo investigado, mais de 100 pessoas foram detidas, um deles foi o agente penitenciário Victor Cianni de Lima Maia.
A ação policial teve o apoio da Diretoria de Polícia da Grande Natal (DPGRAN), 19 delegacias, entre especializadas, distritais e municipais, e da Polícia Militar (Rocam e Canil) e cumpriu mandados de prisão e efetivou prisões em flagrante. Das 30 prisões cumpridas, 13 delas foram executadas em presídios e 17 suspeitos estavam soltos.  Os suspeitos, mesmo estando presos, comandavam a realização de delitos de dentro de presídios.
“A Operação Barreiros tem esse nome porque a nossa investigação teve início em uma comunidade chamada Barreiros, que fica localizada na cidade de São Gonçalo do Amarante. Descobrimos que o grupo do tráfico de drogas no município possuía ramificações em outras cidades e até mesmo fora do Estado. Um dos mandados cumpridos foi efetivado contra Evan Ferreira Machado, conhecido como Gordo Evan ou Xanga, que está  detido no Estado de São Paulo”, explicou o delegado titular da Denarc, Ulisses de Souza. 
Segundo a investigação, a droga que estava sendo distribuída na Grande Natal era enviada de São Paulo para o RN por Evan Ferreira Machado.  Os policiais descobriram que o grupo gerenciava o tráfico de drogas, tanto de dentro como de fora dos presídios.
Durante todo o período de investigação, a Delegacia Especializada conseguiu apreender mais de 600 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e crack.  Além das apreensões que ocorreram durante um ano, a Polícia conseguiu aprender, ontem, sete carros, quatro motocicletas, cinco armas, várias munições, três carregadores, um maçarico e vasta contabilidade de tráfico de drogas.
Além das apreensões, a Justiça decretou o sequestro de bens imóveis e veículos de alguns dos presos na Operação. Contas bancárias dos detidos também foram bloqueadas pela Justiça. “Um dos imóveis utilizados pelos suspeitos para a prática dos crimes era um sítio em São Gonçalo”, revelou o delegado.
Lista dos presos
Vinte e seis homens e quatro mulheres estão as  pessoas detidas ontem pela Operação Barreiros
Alberto Adson Carvalho Luciano
Aldeirton Franco Silva de Araújo
Alison Bruno de Andrade Silva
Amanda Araújo de Souza
André da Silva Tomaz
Andreza Paula de Lima Fernandes
Arnaldo Rodrigues Fernandes, vulgo Alagoas
Daniel Marques de Oliveira
Diego Marcos Albano, vulgo Diego Batata
Evan Ferreira
Fernando Teixeira Júnior
Francisco Charlisson Alves da Silva
Gilmar Ribeiro da Silva
Igor Souza do Nascimento
Isabela Cordeiro
Jeovana Michele de Lima
Jhonson Varela
José Clenilson de Lima
Leonardo Victor Cavalcante Soares
Levy de Oliveira Dias
 Mailson Rodrigues de Moura
Paulo Teixeira Júnior, vulgo Tilão
Railton Leoney Vieira de Melo, vulgo Sapão
Rogério Alves Bezerra
Rogerio Dias Sabino
Romenigge Camilo dos Santos
Rosivaldo de Lima
Tereza Fagna da Costa Silva
Victor Cianni de Lima
William Ferreira da Cunha

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)