Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Morre em hospital policial baleado ao tentar evitar assalto a ônibus em Felipe Camarão/Natal

G1 RN - O policial civil Gilmar Bernardino de França, de 51 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (29) no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. Gilmar estava internado desde novembro do ano passado, após ter sido baleado ao tentar impedir um assalto a um ônibus no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste da cidade.
A assessoria de comunicação do Walfredo Gurgel, que confirmou a morte do policial, informou que o estado de saúde de Gilmar era considerado grave desde que deu entrada no hospital.
Segundo o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores de Segurança Pública do RN, (Sinpol), Gilmar Bernardino tinha 10 anos de polícia. Ele trabalhava na Delegacia de Touros, a aproximadamente 90 quilômetros da capital potiguar.
"Por diversas vezes estivemos pessoalmente acompanhando o estado de saúde do companheiro. E sempre, nesse período, os médicos e enfermeiros nos relatavam que ele estava sendo um verdadeiro guerreiro, lutando pela vida, pois seu quadro não era favorável", lamentou Paulo César de Macedo, presidente do Sinpol.
O crime
O policial levou um tiro no abdômen no dia 20 de novembro de 2015 ao tentar evitar um assalto a ônibus no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, um homem armado invadiu o ônibus e anunciou o assalto. Gilmar sacou uma arma para evitar o crime, mas foi baleado. Ele ainda entrou em luta corporal com o assaltante.
O criminoso conseguiu se soltar e deixar o transporte público levando a pistola do policial. A arma foi encontrada depois em uma lixeira.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)