Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Perto do Rio 2016, halterofilista paralímpico morre em Natal

Globo Esporte - Ouro no Parapan de Toronto na categoria até 107kg, Joseano Felipe sofreu infarto em casa. Nascido na Paraíba, mas radicado em Natal, atleta foi policial militar.
O esporte paralímpico do Brasil está de luto. Morreu nesta quinta-feira o halterofilista Joseano Felipe. Ele sofreu um infarto em casa durante a madrugada. A informação foi confirmada pelo filho e treinador, Felipe Michel.
Com a medalha de ouro conquistada durante a etapa da Copa do Mundo de Halterofilismo no Rio de Janeiro, no último sábado, o atleta de 42 anos havia garantido um lugar dentro da zona de classificação para as Paralimpíadas de 2016.
No currículo, Joseano também tinha o título de campeão das Américas no México, no ano passado, e o ouro no Parapan de Toronto na categoria até 107kg. Também era o recordista das Américas e saiu de 180kg para 210kg.
Paraibano, mas criado em Natal, Joseano era integrante do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Em 2000, foi baleado na coluna durante ação para evitar a fuga de Valdetário Carneiro - lendário assaltante de bancos da região -, em uma rebelião na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal. Joseano se tornou cadeirante e entrou em depressão. Começou a fazer hidroginástica como terapia e depois conheceu o halterofilismo. Na primeira competição, em 2005, já foi vice-campeão, e passou a figurar entre os melhores do Brasil.
O velório de Joseano Felipe acontece na Funerária Sempre Alecrim, a partir das 17h (horário local). O sepultamento será nesta sexta-feira, às 11h, no Cemitério Parque da Passagem.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)