sábado, 23 de janeiro de 2016

Oposição quer derrubar Dilma pelo Imposto de Renda

A oposição quer desgastar o governo, na volta do Congresso, pressionando pela correção da tabela do Imposto de Renda de 2016. O discurso será o de que, ao contrário do governo, luta para aliviar os efeitos da crise para o trabalhador. O Solidariedade, por meio do deputado Paulinho da Força, vai incluir emenda na medida provisória sobre acordos de leniência, propondo correção do IR equivalente a 80% da inflação de 2015.
Segundo a coluna de Ilimar Franco, n’O Globo, a tática da oposição é oferecer apoio às regras sobre acordos de leniência em troca da aprovação da correção do IR. Sem dinheiro em caixa, o Planalto não quer falar do reajuste. A atual correção é escalonada: 6,5% para as faixas menores de renda e 4,5% para as maiores. O Solidariedade propõe o mesmo índice para todas as faixas: 8,53%. O PT faz coro à pressão. Já encomendou estudos a instituições, como o Ipea, sobre o impacto nas contas do governo. Os petistas esperam reunião com Nelson Barbosa (Fazenda) sobre o tema. (Jonas Mello)