Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

“Não podemos aceitar que os policiais levem a culpa pelo caos da segurança no nosso estado, isso fere a nossa dignidade”, diz Cabo Jeoás sobre posicionamento do governo

O Vereador Cabo Jeoás (PCdoB) um dos defensores da segurança pública e representante da categoria dos policiais militares afirma que o momento atual na segurança pública do Estado é alarmante e faz criticas ao posicionamento do Governo em outorgar a Policia Militar a culpa pela crescente insegurança do nosso Estado.
Após reunião da cúpula da Segurança Pública na tarde desta quinta-feira (21), o governador Robinson Faria afirmou que “Apesar da boa vontade e da honestidade, a Polícia Militar não se adequou na velocidade que a população e o governador esperavam no combate à violência”.
Para o Vereador, o Governador Robinson Faria tomou uma postura de liderança buscando garantir a Segurança no nosso estado, consciente do seu papel como gestor, mas, em sua primeira ação que foi a mudança do Comando da Policia Militar deu a entender que toda a responsabilidade pela insegurança estava sobre os ombros de um só homem e por consequência de tantos outros que fazem a Policia Militar.
De acordo com o Cabo Jeoás, "A situação da segurança pública no nosso estado é critica, mas, é ainda mais preocupante quando se atribui a uma única categoria toda responsabilidade pelo sistema de segurança. Nossos policiais, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, da falta de efetivo à falta de um coturno, estão diuturnamente nas ruas, se dedicando ao combate ostensivo à violência, mas, a sensação é de estar enxugando gelo, porque chegam a prender o mesmo criminoso varias vezes, onde está a falha?” indaga o Vereador.
O Vereador ainda afirmou que a tropa reconhece os esforços positivos do Governo no quesito diálogo com os representantes da categoria, investimentos e promoções já efetuadas, “ Temos o entendimento que o sistema de segurança pública do nosso estado sofreu por anos um processo de abandono e sucateamento que culmina na situação atual e sabemos que o Governo não poderia concertar tudo em apenas um ano, mas é incabível que os policiais militares sejam responsabilizados, não podemos aceitar que os policiais levem a culpa pelo caos da segurança no nosso estado, isso fere a nossa dignidade profissional e pessoal” apontou Cabo Jeoás.
“O Governo precisa liderar um pacto pela vida e pela paz, com a participação da sociedade, gestores e trabalhadores da segurança, constituir um gabinete de crise agindo em sinergia e harmonia, o mais urgentemente possível buscando amenizar a crise na segurança no nosso Estado e ainda instituir um Conselho Estadual de Segurança Pública para planejar e avaliar as ações” destacou o vereador.
O Governo já anunciou a realização de concurso público para as policias militar e civil para preencher o déficit de efetivo e divulgou que nos próximos dias 200 agentes penitenciários serão contratados para reforçar o efetivo, além da expansão do programa Ronda cidadã. Os policiais e bombeiros militares também aguardam a efetivação das promoções de praças que estão em atraso. (PortalBO)

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)