terça-feira, 12 de janeiro de 2016

"Grávida de 6 meses, moradora de Campinas é estuprada e morta na Bolívia"

Estadão Conteúdo - A comerciante Priscila Franco Silva, de 26 anos, moradora de Campinas, foi violentada e morta na cidade boliviana de Puerto Quijarro, na fronteira com o Brasil. Ela estava grávida de seis meses e tinha viajado com um grupo de sacoleiras para comprar roupas - a cidade boliviana é vizinha de Corumbá, em Mato Grosso do Sul. O crime aconteceu no dia 8 e até esta terça-feira, 12, o corpo permanecia em Santa Cruz de La Sierra, à espera de providências da família.
Sem recursos para pagar a viagem de avião, o marido, Thiago Henrique Batista Ferreira, de 29 anos, deve tomar um ônibus nesta quarta-feira, 13, com destino à Bolívia. Amigos e vizinhos do Jardim Bassoli, onde ela morava, lançaram uma campanha nas redes sociais na tentativa de conseguir dinheiro para o traslado do corpo. "Minha mulher era amiga dela e, além de estar grávida, a Priscila deixou dois filhos pequenos, de 4 e 6 anos. As crianças estão com a avó e ainda não sabem que a mãe está morta", contou Ivanil Silva.