Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Crime no bairro de Lagoa Nova comove Natal e população pede ações na área de segurança

Tribuna do Norte - O corpo de Gizela Paiva Mousinho, que foi baleada e morta na noite de ontem (2), foi velado no Centro de Velório da Rua São José, em Lagoa Nova, na tarde do domingo (3), e sepultado em seguida, em Emaús. O clima foi de revolta e tristeza entre os presentes.
Pela manhã, centenas de pessoas foram prestar solidariedade à família.  No livro de registro de presença, mensagens de cunho religioso. "Que Deus, em sua infinita bondade, reserve um caminho de luz nessa sua chegada à eternidade", escreveu uma senhora. "Deus dará força à família para enfrentar este momento tão difícil", escreveu outra.
No entanto, nas conversas, o clima era de indignação. "Até onde vai essa violência? Como pode alguém tirar a vida de uma mulher jovem de forma tão fria e cruel?", indagou o radialista Hélio Câmara. "Foi uma coisa terrível o que aconteceu com essa moça", disse o ex-secretário de segurança pública, Manoel de Brito, ao chegar para o velório de uma outra pessoa, na capela ao lado.
A versão de que o trio que abordou o carro e matou Gizela era formado por duas mulheres e um homem foi confirmada pelo pai da vítima: "Eles pediram a chave do carro e mandaram que se afastasse. Quando ela voltou para pedir que liberassem a filha, foi atingida na garganta por um tiro à queima-roupa, disparado por uma mulher, a de cabelo louro. E quando a menina gritou ao ver a mãe caída, ela disse: "cale a boca senão você morre também", relatou João de Paiva.
Os bandidos saíram no carro levando a filha única de Gizela, que tem 18 anos e estava acompanhada do namorado. "Mais na frente eles liberaram os dois e depois jogaram o celular no mato", complementou o pai da vítima, ao explicar para um grupo de amigos, detalhes da tragédia.
O carro foi abandonado e o celular encontrado pela polícia. As buscas foram iniciadas a partir dos depoimentos de testemunhas e de imagens de câmeras de segurança. Tão logo o crime chegou ao conhecimento do público no sábado à noite, através das redes sociais, internautas pediram ao governador Robinson Faria ações mais efetivas na área de segurança, com mais policiais nas ruas e "tolerância zero" ao tráfico de drogas.
No Facebook, Lorena Leão, prima de Gizela, postou o seguinte texto: "Na hora da despedida, do adeus que não tem retorno, sobram as palavras e o conforto possível. Nossa querida prima se foi deste plano da existência, deixando junto da família que tanto a amava, ama e amará, uma saudade eterna e uma tristeza imensa que se reflete em um luto carregado. Agora uma estrela nova ilumina o céu, para sempre ela viverá em nossos corações, em nossas saudades e principalmente na memória e constante lembrança da vida que foi a sua, e da pessoa maravilhosa que ela foi."

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)