segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Bombeiros registram 1.796 incêndios e princípios de incêndios em 2015 no RN. Incêndios em matas aumentaram 77%.

BG - Incêndios em áreas de matas na região Metropolitana de Natal e cidades vizinhas aumentaram mais de 77%
O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte divulgou na manhã desta segunda-feira (4) dados parciais dos atendimentos prestados pela corporação em 2015. De acordo com o relatório, o CBMRN atendeu, ao longo do ano, a 1.796 ocorrências de incêndios e princípios de incêndios em todo o estado. Deste total, 1.381 casos foram registrados na região Metropolitana de Natal e cidades vizinhas, seguida pelas regiões Oeste (215), Seridó (150) e Alto Oeste Potiguar (50).
O destaque, em 2015, ficou para o aumento de incêndios em áreas de matas na região Metropolitana de Natal e cidades vizinhas, quando foram registrados 849 focos de incêndios contra 479, em 2014, ou seja, um aumento de 77,24%. Segundo o CBMRN, este crescimento se deu em função das elevadas temperaturas registradas em todo o estado, associado ao mau hábito da população em realizar queimadas irregulares.
Do total de ocorrências registradas no RN, 255 foram incêndios em casas, 177 em veículos, 87 em comércios, 12 em apartamentos, entre outras.
O Corpo de Bombeiros garantiu ainda mais segurança no litoral potiguar e reduziu em 70% os casos de afogamentos nas praias. Em 2015, os guarda vidas do CBMRN realizaram mais de 200 salvamentos aquáticos.
O Serviço Técnico de Engenharia dos Bombeiros (SERTEN) também registrou uma produção recorde, analisando mais de 4.300 projetos e realizando mais de 4.900 vistorias técnicas ao longo do ano.
O relatório final, com detalhamento de todas as ocorrências, por regiões, será divulgado pelo CBMRN até a próxima semana.
Bombeiros utilizam quatro viaturas para combater incêndio florestal em Natal neste domingo.
Neste domingo (3), os bombeiros registraram mais um incêndio em área de mata no Rio Grande do Norte. Desta vez a ocorrência foi registrada às margem da Avenida Omar O´grady, no prolongamento da Prudente de Morais, em Natal. Considerado como um incêndio de médio porte, o fogo se espalhou rapidamente consumindo uma extensa área. Quatro viaturas estiveram no local para combater as chamas. A ação durou cerca de uma hora e meia, sendo considerada complexa em função da densidade da vegetação e do difícil acesso provocado pelas dunas do local, o que impede a aproximação da viaturas.