Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Novos equipamentos vão permitir a realização de exames inéditos no ITEP

A Coordenadoria de Medicina Legal do ITEP instalou novos equipamentos  de análise química instrumental, no Laboratório Forense, que além de permitir a realização de exames inéditos no Instituto, vão automatizar procedimentos e dar mais celeridade aos resultados de pesquisa em psicofármacos, inseticidas (venenos) e em metais. Somados, o Cromatógrafo a Gás com Espectrometria de Massas (CGMS), o Cromatógrafo Líquido de Alta Resolução (HPLC) e o Espectômetro de Absorção Atômica custaram mais de R$ 1 milhão e foram adquiridos através convênio com a Senasp/MJ.
"O CGMS está pronto e calibrado, faltando apenas inserir a metodologia de análises da nossa rotina, como drogas de abuso e psicofármacos. Ele é capaz de comparar até 200 mil tipos de amostras diferentes; o Espectômetro de Absorção Atômica, também está pronto.  Ele é único no RN e pesquisa metais pesados como chumbo, além de permitir a análise de  contaminação ambiental de solo e água, por mercúrio ou cádmio, por exemplo. E mais, vai poder auxiliar a Balística, em exames de resíduograma, com a pesquisa de metais oriundos do disparo de arma de fogo", explicou o perito Jader Viana, chefe do laboratório.
A previsão do perito é que o HPLC seja instalado já no próximo mês de janeiro, o que vai aumentar o poder de resolutividade das análises.
O projeto de modernização do laboratório foi elaborado pelos próprios servidores do setor e apesar dos equipamentos estarem guardados no ITEP desde 2012, a instalação deles ainda dependia de adequações estruturais, hidráulicas e elétricas e só foi possível após a construção de uma subestação de energia, central de gases especiais e aquisição de mobiliário e acessórios, como o gerador de água superpura. 

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)