segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Evangelho do Dia/Santo do Dia

28 de dezembro de 2015 – Paulinas
Do Egito chamei o meu filho! - Mt 2,13-18
Depois que os magos se retiraram, o anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. José levantou-se, de noite, com o menino e a mãe, e retirou-se para o Egito; e lá ficou até à morte de Herodes. Assim se cumpriu o que o Senhor tinha dito pelo profeta: "Do Egito chamei o meu filho". Quando Herodes percebeu que os magos o tinham enganado, ficou furioso. Mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo, de acordo com o tempo indicado pelos magos. Assim se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias: “Ouviu-se um grito em Ramá, choro e grande lamento: é Raquel que chora seus filhos e não quer ser consolada, pois não existem mais”.
28 de Dezembro - Santos Inocentes
Mártires

Um trágico episódio de sangue é narrado apenas pelo evangelista Mateus, que se dirige principalmente aos leitores provenientes do judaísmo, com a intenção de demonstrar que em Jesus se cumpriram as antigas profecias, até aquela do grito de dor de Raquel chorando os próprios filhos.
Os meninos de Belém e dos arredores, que o suspeitoso e sanguinário Herodes mandou matar, com a esperança de suprimir o Messias-rei, são as primícias dos redimidos e santificados pelo Salvador Jesus, segundo sua própria promessa: "Aquele que tiver perdido a sua vida por minha causa a encontrará".
A festividade dos santos Inocentes aparece já no calendário cartaginês do século IV, e pouco depois no 'Sacramentário leoniano'. O poeta Prudêncio, de cujos textos é tirada a liturgia deste dia, chama-os justamente 'Flores martyrum', as primeiras flores germinadas em torno do berço do Redentor, quais 'comites Christi'.