Pular para o conteúdo principal

Impostômetro do RN

Mortos por cruzarem a ‘fronteira do tráfico’

meiahora
Seis jovens podem ter sido executados porque moravam em território dominado por rivais do CV
Desaparecidos desde sábado, quando saíram de um festival de pipas para se refrescar na Cachoeira de Gericinó, seis rapazes com idades entre 16 e 19 anos foram encontrados mortos ontem, às margens da Via Dutra, no bairro Jacutinga, em Mesquita, na Baixada. Antes de serem executadas com tiros na cabeça, as vítimas foram amarradas e torturadas. Os corpos dos amigos de infância estavam nus, em um terreno baldio.
O motivo da chacina ainda não foi esclarecido, mas para a polícia os assassinos seriam traficantes da Favela da Chatuba, em Mesquita, comandados por Remilton Moura da Silva Júnior, o Juninho Cagão, que é ligado à facção Comando Vermelho (CV). Uma das linhas de investigação aponta para o fato de os jovens terem sido mortos por serem moradores de bairro controlado por quadrilha rival.

"Estamos checando se a motivação da morte foi essa. Há relatos de que moradores do bairro Cabral não podiam atravessar para a área da Chatuba", disse o delegado Júlio da Silva Filho, da 53ª DP (Mesquita), ressaltando que nenhum dos seis jovens mortos tinha passagem pela polícia.
A confirmação das mortes acabou com a esperança das famílias de Patrick Machado, de 16 anos, Glauber Siqueira, 17, Christian Vieira, 19, Josias Searles, 16, Douglas Ribeiro, 17, e Victor Hugo Costa, 17. "Passamos dois dias com essa angústia. Os criminosos nos impediram de ir até a mata para procurá-los", desabafou a tia de um dos jovens mortos.
Mais dois homicídios e desaparecimento na conta
Os traficantes da Chatuba suspeitos de executar os seis jovens podem estar envolvidos em outras duas execuções - do cadete da PM Jorge Augusto Alves e do pastor evangélico Alexandro Lima -, além do desaparecimento do amigo do religioso, José Aldeci da Silva, que não é visto desde sábado. Embora todos os casos tenham ocorrido na região no fim de semana, a polícia ainda não sabe se há relação entre eles.
Dez testemunhas foram ouvidas ontem. Durante todo o dia policiais das delegacias da Baixada, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), do 20º BPM (Mesquita) e do Batalhão de Choque fizeram buscas na mata de Gericinó. Romário Aguiar Vieira, de 18 anos, e Henrique José de Oliveira, 32, foram presos com drogas. A polícia investiga se eles integram o bando responsável pelas mortes.

Postagens mais visitadas deste blog

ÁUDIO: Capitão Styverson detona a Polícia Civil diz que agentes e delegados são preguiçosos.

O temido capitão da Lei Seca, Styverson Valetim, que faz um excelente trabalho nas blitzes de trânsito, criticou com veemência os integrantes da Polícia Civil em um áudio que circula pelos grupos de WhatsApp. “Meu trabalho funciona, pois só depende de mim. Não sou vinculado à Polícia Militar”, disse Styverson no áudio, fazendo críticas até a corporação que faz parte. Depois detonou a Polícia Civil: “O Policial Civil ganha muito bem e um delegado ganha R$ 23 mil para não fazer nada”. “Já denunciei as delegacias que não querem trabalhar por preguiça”, diz ainda o Capitão Styverson. (HeitorGregório).

Violência no Rio Grande do Norte - 29.05.2016

Casal aborda e da garupa da motocicleta mulher mata jovem no Igapó 190rn - Um homicídio foi registrado neste sábado no bairro de Igapó, vitimando um jovem identificado como Eduardo, conhecido como “Dudu”, que foi vítima de pelo menos quatro disparos de arma de fogo. Segundo informações de populares, a vítima estava em frente a uma residência quando um casal chegou no local em uma motocicleta e a mulher, que estava na garupa, atirou contra ele.
Após ter sido ferido, ele ainda foi socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo na unidade hospitalar. Mototaxista é executado dentro de casa em São Paulo do Potengi 190rn - Um homicídio foi registrado na madrugada deste domingo, na cidade de São Paulo do Potengi vitimando um mototaxista identificado como Paulo Sérgio, mais conhecido na cidade como “Rosinha”. A vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, quando estava na sua residência e ainda foi socorrido mais não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da c…

Mega Fazenda de Lula na Argentina

Segundo o guia dos pescadores a Mega Fazenda pertence ao ex-presidente da República Luiz Inácio LULA da Silva e seu filho Lulinha. Assistam o vídeo e vejam onde o dinheiro do Brasil, do povo brasileiro está indo parar. (jonasmelloradialista)